TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

EDUCANDO COM AFETIVIDADE: UM ENFOQUE PSICOPEDAGÓGICO

Por:   •  9/9/2020  •  Resenha  •  1.089 Palavras (5 Páginas)  •  7 Visualizações

Página 1 de 5

EDUCANDO COM AFETIVIDADE: UM ENFOQUE PSICOPEDAGÓGICO

CREDENCIAIS DA AUTORA

Autora: Maria de Lourdes Ribeiro; Graduação em letras;

Especialização em Língua Portuguesa, Língua Inglesa, o Ensino da Literatura, Psicopedagogia Clínica, Psicanálise Clínica, Terapia Familiar, Docência Universitária.

Mestrado: Em Educação, Mestranda em Ciência da Religião.

Doutorado: Em título Honorífico, Doutora em Psicanalise.

Atuação profissional: Professora Universitária – UEG – GO, Unidade de Inhumas.

Professora de pós – graduação: FMB e CEAP e outras Instituições de ensino superior.

Professora da Sec. De Educação do Estado de Goiás.

Palestrante nas áreas de Saúde e Educação.

Vida ministerial: Missionária na Assembleia de Deus – Madureira.

Professora da escola Dominical e Palestrante.

RESENHA CRITÍCA

EDUCANDO COM AFETIVIDADE: UM ENFOQUE PSICOPEDAGÓGICO

O livro Educando com Afetividade: Um enfoque psicopedagógico, traz as vivências de Maria Lourdes Ribeiro. O livro é dividido em quatro capítulos, contém uma linguagem fácil de ser entendida e traz histórias que foram vivenciadas por ela em sala de aula.

No primeiro capítulo: Um pequeno olhar sobre o que é psicopedagogia. A autora com auxílio de alguns profissionais como João Beuclair mostra que a psicopedagogia é na verdade um campo do conhecimento que procura a integração do modo coerente, conhecimentos e dos princípios de diferentes ciências humanas, com objetivo de se ter uma ampla compreensão dos muitos processos de ensinar e aprender do ser humano. É uma área que estuda o processo de aprendizagem das crianças, adolescentes e adultos identificando transtornos e dificuldades que acabam interferindo no processo de ensino, utilizando da psicologia para analisar comportamentos do aluno.

No segundo capítulo: O que é afetividade? Lourdes explica que segundo Ferreira, afetividade é um conjunto de fenômenos psíquicos que se manifestam sobre a forma de emoção, sentimentos, paixões, ou seja, afetividade nada mais é que uma dinâmica mais profunda e complexa de que o ser humano pode participar. A afetividade na educação abrange um campo extenso, pois o emocional da criança interfere no seu aprendizado, que segundo a autora o aprender está relacionado a um clima emocional em que ocorre a aprendizagem e, afetividade também tem um papel imprescindível no desenvolvimento da personalidade. A interação da família é um papel fundamental para o aprendizado, pois a família tem um vínculo de afetividade que é indispensável, além do papel de socialização e de estruturar os filhos como seres humanos.

No terceiro capítulo: O papel do Educador na Educação Lúdica. Lourdes fala que o vínculo afetivo no processo de ensino aprendizagem é importante mas há algumas rupturas. E que dependendo de algumas posturas tomadas pelos professores querendo ou não o professor interfere positivamente ou negativamente na formação do aluno. Fala-se também, sobre o lúdico, e este que está presente em todas as fases da vida da criança e como é o brincar em cada uma das fases. Defende que a prática do ato de usar do brincar em sala de aula traz mudanças significativas no processo de ensino aprendizagem e o professor possui grande relevância a utilizar atividades que priorizem o lúdico. E que afetividade ganha mais espaço a utilizar do lúdico no processo de ensino aprendizagem, pois o brincar é a forma mais fácil para estabelecer relações afetivas com a criança com essas atividades a criança tem mais vontade de conhecer e descobrir.

No último capítulo: As relações eu-outro no cotidiano da sala de aula. Neste capítulo autora fala sobre alguns conflitos que ocorrem em sala de aula. Alguns conflitos, conflito eu-outro característico da fase personalista que estão presentes na infância e que na adolescência acabam reaparecendo instala uma crise de oposição nos adolescentes. Conflitos estão sempre presentes em sala de aula seja aluno/aluno, aluno/professor, isso ocorre pois são decorrentes de fatores diversos. E a afetividade nesses momentos é intensa, é uma mistura de emoções irritações e medo. A sala de aula é um espaço vivo e nela há conflitos como também interações.

Ao iniciar a leitura percebe-se, que a psicopedagogia, a afetividade, o brincar em sala de aula e também o vínculo familiar, juntos são essenciais na construção das personalidades, na interação e no desenvolvimento da criança. O livro, deixa claro que a educação e afetividade andam juntas no processo de ensino aprendizagem. A autora aborda a importância do educar e, quanto isso é bom e prazeroso, mas que também é algo desafiador. Mostra que a afetividade é algo amplo que integra as emoções no processo de ensino.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.1 Kb)   pdf (128 Kb)   docx (36 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com