TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Libras

Por:   •  28/5/2014  •  Seminário  •  446 Palavras (2 Páginas)  •  179 Visualizações

Página 1 de 2

Audrei Gesser é mestra em letras pela Universidade Federal de Santa Catarina, doutora em linguística aplicada na área de educação bilíngue pela UNICAMP. Tem interesse em questões de ensino e aprendizagem de línguas orais e de sinais, formação de professores. Atua em suas pesquisas viabilizando a reflexão da relação do ouvinte com o surdo e da surdez e a língua de sinais.

A intenção da autora nesta obra é trazer informações, com o objetivo de refletir sobre algumas questões relativas à surdez, propiciando um olhar diferenciado de dois mundos desconhecidos entre si, o do surdo em relação ao mundo ouvinte e do ouvinte em relação ao mundo dos surdos.

A obra de Audrei Gesser trata de uma temática cujo objetivo é pensar algumas questões que ainda hoje precisam ser afirmadas e reafirmadas que ainda é preciso insistir no fato de que libras é língua? Desde a década de 1960, foi conferida a língua de sinais o status linguístico, e ainda hoje passados cinquenta e um anos continuamos a afirmar e reafirmar essa legitimidade.

O livro expõe elementos que faz o leitor repensar algumas crenças, práticas e posturas e encontrar um olhar diferenciado para as transformações que marcam a área da surdez na atualidade, já que as decisões políticas têm propiciado um olhar para as novas formas de narrar às realidades surdas no Brasil.

Segundo a autora a necessidade da comunidade surda em se expressar vai além da busca por compreensão da língua, é fazer parte do silencio dos surdos se manifestar na forma cultural e diversa da sua identidade na sociedade ouvinte.

A libras é um diferencial na identificação dos surdos, a expressão facial e corporal que acompanham os sinais também são partes importantes na composição da cultura dos surdos. Mesmo com língua própria eles sofrem com a diversidade e o preconceito do mundo dos ouvintes.

No primeiro capítulo a autora cita em qualquer lugar em que haja surdos interagindo, haverá línguas de sinais. Podemos dizer que o que é universal é o impulso dos indivíduos para a comunicação e, no caso dos surdos, esse impulso é sinalizado. A língua dos surdos não pode ser considerada universal... Que possa ser colado e utilizado por todos os surdos de todas as sociedades de maneira uniforme e sem influências de uso.(p.12)

A linguagem brasileira de sinais foi criada com o objetivo de utilizar os gestos e os sinais para substituir os sons durante a comunicação. Os sinais são uma forma comum de entendimento entre pessoas mudas ou surdas eles compartilham de uma dificuldade em comum que é entender e ser entendido. Assim como a linguagem oral a língua de sinais pode variar de região para região, com a criação de variações linguísticas como as gírias.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.7 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com