TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

PSICOPATOLOGIAS = DOENÇAS PSICOLÓGICAS

Por:   •  10/10/2013  •  6.131 Palavras (25 Páginas)  •  314 Visualizações

Página 1 de 25

Grupo Educacional - Kroton

Universidade de Cuiabá – UNIC

Campus Barão

CST em Gestão Financeira

ACADÊMICAS:

CUIABÁ-MT 30 DE NOVEMBRO 2011

PSICOPATOLOGIAS = DOENÇAS PSICOLÓGICAS

Trabalho apresentado ao Curso de CST em Gestão Financeira UNIC – Universidade de Cuiabá – para obtenção da nota parcial do segundo bimestre. Campus Barão Sob orientação da Profª Niara

CUIABÁ-MT 30 DE NOVEMBRO 2011

INTRODUÇÃO

Neste trabalho, relata-se a abordagem sobre doenças mentais e a contribuição da psicanálise, e uma breve história da loucura ao longo do tempo.

A pesquisa abrangeu todos os tipos de literatura disponíveis, possibilitando um aprofundamento maior no assunto. O indivíduo possui diversas características que se mostram aparentes, mas devido a falta de conhecimento ou ignorância não são interligados como uma doença mental, por apresentar um quadro patológico diferente do esperado para a caracterização da doença, pois, apenas quando há uma manifestação com um alto grau que as pessoas percebem o quanto o ente próximo estava doente e precisando de um tratamento adequado.

SAÚDE OU DOENÇA MENTAL

Em alguns momentos da vida uma pessoa pode viver momentos e situações difíceis em que nada dá certo ou ocorre a perda de um bem, que vai perder o controle sobre si mesma, que vai enlouquecer e não percebe a necessidade de pedir ajuda e/ou resolver sozinho tal situação, porém nem todas as situações de sofrimento que requerem ajuda psicoterápica. A pessoa busca a superação desse sofrimento, o restabelecimento de sua organização pessoal e de seu equilíbrio, retornando a sua rotina diária, fazendo as coisas de forma natural, em que não tinha insônias, crise de choro, fobias, etc.. É necessário Ter muito cuidado para não patologizar o sofrimento, pois essas situações são vividas em alguns momentos da nossa vida, em que necessitamos do apoio da família, dos amigos, do trabalho, para a superação dessas dificuldades, apesar de que algumas vezes precisamos do apoio de um profissional para nos dá suporte e facilitar a compreensão dos conteúdos internos que causam o transtorno, de forma a reorganizá-lo.

Neste modo de relatar e compreender o sofrimento psíquico, fica claro que o critério de avaliação é o próprio indivíduo e seu mal-estar psicológico, isto é, ele em relação a si próprio e à sua estrutura psicológica, e não o critério de adaptação ou desadaptação social, embora o sofrimento psicológico possa levar à desadaptação social e esta possa determinar uma ordem de distúrbios psíquico, porém nem sempre pode-se estabelecer uma relação de causas e efeitos, de maneira que, alguns indivíduos que sofrem e estão perfeitamente adaptados continuam a responder a todas as expectativas sociais e cumprir com todas as suas responsabilidades, e ao mesmo tempo, pode-se encontrar um outro indivíduo desadaptado, excêntrico, diferente e que não esteja sem nenhum mal-estar ou sofrimento no momento. Abordar a questão da doença mental significa considerá-la como produto das interações das condições de vida social com a trajetória específica do indivíduo e sua estrutura psíquica. As condições externas podem ser determinantes ou desencadeadoras da doença mental ou propiciadora e promotora da saúde mental, isto é, da possibilidade de realização pessoal do indivíduo em todos os aspectos de sua capacidade. Os sintomas de fobia, desarticulação lógica, conversas com o imaginário, excesso de euforia e depressão quase simultânea, etc. podem ser agrupados de diferentes formas, sendo identificados em quadros clínicos que recebem um nome, por exemplo: neurose, anorexia, distúrbio obsessivo compulsivo, psicose, síndrome do pânico, psicastenia, etc.. Muitas alternativas para tratar a dor psíquica foram experimentadas ao longo da história.

Quem melhor contribuiu com o conceito de doença mental a partir da constituição histórica,

...

Baixar como (para membros premium)  txt (41.6 Kb)  
Continuar por mais 24 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com