TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Preparo De Soluções

Artigos Científicos: Preparo De Soluções. Pesquise 790.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  2/5/2013  •  858 Palavras (4 Páginas)  •  2.473 Visualizações

Página 1 de 4

1 – Introdução

Várias etapas da análise química passam pelo preparo de soluções. É essencial saber sobre os diversos modos de expressar a concentração das soluções, saber trabalhar corretamente com a balança analítica e com as vidrarias utilizadas no preparo de uma solução e fazer os cálculos necessários para o seu preparo.

As soluções classificam-se fundamentalmente quanto a dois fatores: fase de agregação e condutibilidade elétrica. Podendo também podem ser classificadas segundo a relação existente entre a quantidade de solvente, quanto insaturadas, saturadas e supersaturadas, além de classificar as soluções em diluídas ou concentradas, considerando a proporção entre soluto e solvente.

Também há uma classificação quanto ao tamanho, a solução é denominada verdadeira quando as partículas dispersas são menores que 1 nm. Como exemplo, temos água e sal, água e açúcar, água e álcool. Se o tamanho das partículas estiver entre 1 e 100 nm, pode-se denominar esta solução de coloidal.

Ao compararmos a concentração, temos a solução diluída, que é quando se tem pouco soluto em relação ao solvente, e a solução concentrada, que é quando se tem muito soluto em relação ao solvente.

Já sobre a saturação, pode-se afirmar que a solução é insaturada quando contém, a uma determinada temperatura, uma quantidade de soluto inferior ao coeficiente de solubilidade nessa temperatura; saturada quando contém, a uma determinada temperatura, uma quantidade de soluto dissolvido exatamente igual ao coeficiente de solubilidade nessa temperatura; e supersaturada quando contém, a uma determinada temperatura, uma quantidade de soluto dissolvido superior ao coeficiente de solubilidade da substância nessa temperatura.

1-Objetivos

Este experimento tem como objetivo preparar duas soluções aquosas de cloreto de magnésio (MgCl2) 0,1M e cloreto de potássio (KCl) 0,1M.

2–Experimental

2.1–Materiais e equipamentos

• Béquer 250 mL

• Água destilada

• Balão volumétrico 1000 mL

• Pipeta graduada

• Balança analítica

• Pêra de sucção

• Cloreto de Magnésio hexa-hidratado (marca Dinâmica)

• Cloreto de Potássio (marca Vetec)

2.2–Procedimento

Na primeira solução o béquer foi tarado na balança analítica para que fosse posteriormente utilizado como suporte para a medição do cloreto de magnésio (MgCl2). Foi adicionada água destilada até a metade do balão, onde foi colocado pouco a pouco o sal até que houvesse dissolução completa.

Na segunda solução foi colocado em um balão volumétrico um pouco de água destilada e adicionado uma quantidade já pesada na balança analítica de cloreto de potássio (KCl), então foi adicionado água até a metade do balão.

.

3–Resultados e discussões

Para a preparação da primeira solução, foi preciso calcular a quantidade de massa de cloreto de magnésio necessária pra preparar 500mL de uma solução aquosa com concentração aproximada de 0,1M.

M = m / Mol x V > 0,1 = m / 95,2 x 0,5 > *m = 4,76 g

Onde:

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.2 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com