TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

RESENHA - FILME FAHRENHEIT 11 DE SETEMBRO

Ensaios: RESENHA - FILME FAHRENHEIT 11 DE SETEMBRO. Pesquise 788.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  10/5/2013  •  635 Palavras (3 Páginas)  •  13.854 Visualizações

Página 1 de 3

RESENHA – FILME FAHRENHEIT 11 DE SETEMBRO

Fahrenheit 9/11, o filme começa mostrando o desespero e o pânico da população de New York. Civis, militares, agentes e bombeiros chocados com as torres pegando fogo. Por ironia, o presidente Bush estava indo a uma escola primária e, no caminho, ele fica sabendo que um avião bateu numa das torres, mas decide continuar. Já na sala de aula ele é avisado que o país estava sob ataque e fica alguns minutos calado sem tomar uma atitude política.

Expõe-se também que Bush recebeu um relatório que abordava que Bin Laden estava determinado a atacar os Estados Unidos, mas ignorou-o. Os tumultos nos aeroportos e os vôos cancelados.

O 11 de setembro foi usado como motor de lucro, pois com ele a produção bélica foi aumentada. Isso nos leva a refletir de como esse fato foi tratado, com hipocrisia, pois enquanto se criava memoriais para as vítimas numa outra circunstância havia comemoração por parte das empresas.

Alguns meios de comunicação defenderam ardentemente que o 11 de setembro foi um ataque físico e moral ao que se produz de mais justo no planeta. O Estados Unidos realmente possuem níveis de desenvolvimento ótimos, mas em algumas regiões e cidades ainda permanecem o descaso do Estado e os problemas sociais. No filme Fahrenheit essa relação é exemplificada quando o diretor vai para a sua cidade natal, onde existe desemprego alto e as condições de vida da população não são tão altas. Podemos analisar melhor esse contexto lendo o seguinte trecho:

“O verdadeiro alvo visado pelos terroristas que atacaram Nova York e Washington na semana passada não foram as torres gêmeas do sul de Manhattan nem o edifício do Pentágono. O atentado foi cometido contra um sistema social e econômico que, mesmo longe da perfeição, é o mais justo e livre que a humanidade conseguiu fazer funcionar ininterruptamente até hoje. (...) Foi uma agressão perpetrada contra os mais caros e mais frágeis valores ocidentais: a democracia e a economia de mercado. (...) [o que os radicais não toleram] é a existência de uma sociedade em que os justos podem viver sem ser incomodados e os pobres têm possibilidades reais de atingir a prosperidade com o fruto de seu trabalho. Essa análise toma nota parcial pois sabemos que nos Estados Unidos, assim como em muitos países, existem áreas mais desenvolvidas e menos desenvolvidas.”

Fahrenheit 9/11 fala sobre as causas e consequências dos atentados de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos, fazendo referência à posterior invasão do Iraque, liderada por esse país e pela Grã-Bretanha. Além disso, tenta decifrar os reais alcances dos vínculos que existiriam entre as famílias do presidente George W. Bush e a de Osama bin Laden.

Ressalta especificamente a relação entre a família Bush e pessoas próximas a ela, com membros de eminentes famílias da Arábia Saudíta (incluindo a família de Bin Laden), em uma relação que se estende durante mais de trinta anos, assim como a evacuação de familiares de Osama bin Laden organizada pelo governo de George W. Bush depois dos ataques de 11 de setembro. Se bem que essa relação de negócios entre os clãs Bush e Bin Laden não seja discutida, a mesma não é amplamente conhecida.

O filme dá pistas sobre as verdadeiras razões que têm impulsionado o governo

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.9 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com