TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Notas experiência e o.saber da experiência

Por:   •  10/12/2018  •  Resenha  •  441 Palavras (2 Páginas)  •  38 Visualizações

Página 1 de 2

Notas Sobre a experiência e o saber da experiência Jorge larrosa bondía. O autor aborda no seu artigo que nós indivíduos, somos dotados de palavras experiências. E que muitos de Nós não sabemos desenvolver esse lado devido a vários conceitos e cite alguns deles. No primeiro ele vem discutir que devemos dar sentido ao que somos, ao que nos acontece e como agirmos diante de tudo isso. Mostra que palavras têm poder e força, que elas determinam nossos pensamentos e atos. Para ele Nós seres humanos somos bonitos de conhecimento e linguagem e que isso não é suficiente perante a sociedade. Então ele vem de escrever a palavra experiência como o que nos passa, o que nos acontece e o que nos toca e não o oposto. Para ele Vivemos em uma sociedade de muita informação, porém pouco conhecimento ou pouca experiência. E que o excesso de informação não quer dizer que significa muita experiência, contudo ele ao descrever experiência sugere que é necessário separa la, da informação. Em segundo lugar ele fala que a experiência é cada vez mais rara pelo excesso de opinião. O sujeito moderno é um sujeito um formado e que além disso ele opina. É alguém que se posiciona perante a sociedade; e quando o indivíduo não tenho uma opinião formada sobre um determinado assunto ele é criticado pela própria sociedade. E Isso sim é preocupante, porque essas opiniões são pautadas em informações e não em conhecimento. Em terceiro lugar a experiência é cada vez mais rara por falta de tempo. Tudo que se passa, passa cada vez mais depressa. Ocupamos muito do nosso tempo com diversos afazeres e falta tempo para termos experiências. A experiência é algo que nos modificariamos por dentro. Na larrosa fala que o sujeito usa o tempo como um valor ou uma mercadoria, está sempre negociando o tempo deixando de vivencia lo. E por fim ele fala que a experiência versus trabalho. Para ele esse esse ponto é o mais importante porque muitas vezes o sujeito confunde experiência com trabalho ou seja quanto mais tempo uma pessoa exerce sobre um determinado trabalho ela tem mais experiência. Ele aponta que este conceito errado, e acho importante distingui Los. Para ele a experiência não tem nada haver com trabalho, quanto mais trabalhamos menos experiência temos. E por fim ele fala do sujeito da experiência, e que ele se define de várias maneiras seja ela como um território de passagem, um lugar de chegada, ou como um espaço do acontecer e que devemos vivenciar cada experiência para obtermos sabedoria.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.5 Kb)   pdf (36.5 Kb)   docx (10.7 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com