TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A ENTREVISTA NOS PROCESSOS DE TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL

Por:   •  28/6/2020  •  Projeto de pesquisa  •  1.507 Palavras (7 Páginas)  •  10 Visualizações

Página 1 de 7

A entrevista nos processos de trabalho do assistente social

A importância da entrevista e de sua condução é destacada com pressupostos, habilidades e por um marco teórico para a qualificação do seu desenvolvimento. Essa exposição introduz a importância da entrevista que pode ser considerada uma atividade profissional com objetivos a serem alcançados, que coloca frente a frente uma ou mais pessoas que estabelecem uma relação profissional, através das suas histórias.
A entrevista é um dos instrumentos que possibilita a tomada de consciência pelos assistentes sociais das relações e interações que se estabelecem entre a realidade e os sujeitos, sendo eles individuais ou coletivos. A entrevista é como um momento épico, único e especial, de encontro entre sujeitos, no qual se faz presente o embate democrático e saudável de idéias, trajetórias e singularidades.
A assistente social Mary Richmond acreditava que atraves da sua obra “Diagnóstico Social”, outros assistentes sociais poderiam estabelecer seu diagnostico com as entrevistas. Ela recomendava que na primeira entrevista o Assistente Social deveria observar os seus objetivos, e ser paciente e ouvir o seu paciente abertamente para entender as reais necessidades do usuario. Uma outra obra que foi muito importante para o Assistente Social, é o livro sobre a entrevista de Anette Garret. A autora considerava a entrevista como uma “conversa profissional” envolvendo uma conversa entre duas pessoas. Porém a entrevista tambem era considerado como uma “arte” , como uma tecnica, isto é, ter só a prática, mas não ter o conhecimento profissional é muito pouco para que se obtenha um bom resultado.
Para Balbina que foi uma das primeiras assistentes sociais no Brasil, ela considerava a entrevista social com um meio de estabelecer relações com o usuario, algo necessario para o tratamento social. Ela não o conceitou, porem relatou como ele deveria ser operalizado.

Kisnermam iniciou um novo conceito a entrevista, que permitia estabelecer uma relação profissional com um ou mais usuarios, ou seja, criando um vínculo intersubjetivo e interpessoal. Para Benjamin, a importancia da entrevista seria o dialogo entre um ou mais usuários.
Carvalho enfatizou que a entrevista é uma tecnica que vai além do dialogo,  é um entendimento de gestos, e também a excução da compreensão da leitura, sendo assim uma leitura da verdade.
Todos esses parecer abordados sobre entrevista precisam ser contextualizadas no seu momento histórico. Porém, alguns dispositivos devem conitnuar como a necessidade de conhecimento, a intencionalidade, o respeito pelos usuarios e o modo de operacionalização do trabalho do assistente social, pois, são um dos instrumentos do processo de trabalho do assistente social nas suas diferentes atribuições.

Para que uma entrevista seja realizada ela dever ser bem planejada. O assistente social deve ter um rito de para o seu desenvolvimento que são chamados de etapas. A primeira etapa é o planejamento. O profissional do Serviço Social precisa ter um conhecimento desta técnica e da politica institucional em que será realizado sua ação de trabalho, ele deverá traçar seus objetivos e o metodo que ele irá ultilizar, e assim conseguir traçar um determinado tempo para a entrevista em um local, que garanta um dialogo de foma mais tranquila e respeitosa.

 A segunda etapa da entrevista é a coleta de dados. A coleta de dados exigi habilidades do entrevistador na identificação e na seleção das necessidades e demandas apresentadas pelos usuarios, essas informações sevirão com uma ajuda para a avaliação das prioridades e definição das situações dos entrevistados. Sendo assim o entrevistador precisa saber indetificar o comportamento do individuo , pois cada detalhe sera de extrema importancia, ou seja, a avaliação sera decidida de acordo com o decorrorer das entrevistas, do qual já foi planejada e já tem um objetivo.
Já a terceira etapa é o registro da entrevista, que esta baseado no direito do usuario de poder acompanhar a evolução do seu caso, e tambem tem como objetivo de passar conhecimento para um outro profissional da instuição. O registro pode também servir como documentação para a área do ensino, mas para isso ele deverá ser em forma de relatórios descritivos processuais, dentro dos quesitos pedagógicos no processo de supervisão acadêmica.

 As tecnicas de entrevista estão associadas ao processo de trabalho. A divisão social e técnica do trabalho do assistente socialtraz três dimensões básicas: a primeira é de natureza formativa dos profissionais; a segunda é a gestão e a gerência dos serviços; a terceira é da produção mencionada dos serviços, que trazem ações que buscam respostas às demandas dos usuários na direção dos seus direitos. O trabalho não é ultilizado de objetos e coisas para a entrevista, mas sim de um intercessão partilhada entre o usuario e o profissional, onde o usuario seria o o co-participe do processo de trabalho, e também co-résponsavel pelo sucesso da acão profissional. Porém, a entrevista tem o seu foco na capacidade de escutar o usuario, pois é a esculta que torna possivel o uso das técnicas de acolhimento, questionamento, clarificação, reflexão, exploração e aprofundamento, silêncio sensível, apropriação do conhecimento e síntese integrativa entre tantas outras que existem e as que ainda serão criadas.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.7 Kb)   pdf (55.6 Kb)   docx (10.2 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com