TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A IMPORTÂNCIA DA ATIVIDADE FÍSICA PARA A QUALIDADE DE VIDA DO IDOSO

Por:   •  27/7/2020  •  Projeto de pesquisa  •  2.539 Palavras (11 Páginas)  •  6 Visualizações

Página 1 de 11

A IMPORTÂNCIA DA ATIVIDADE FÍSICA PARA A QUALIDADE DE VIDA DO IDOSO

Autor Helder Heim Santos de Oliveira

Tutor: Vanderson Douglas Tavares Santos

Curso: Bacharel Educação Física

RESUMO

Atualmente o crescimento da população idosa tem aumentado e essa expectativa de vida tem relação com a prática de atividade física na terceira idade. Nesta pesquisa foi realizada uma revisão bibliográfica com o propósito de abordar os assuntos relevantes ao processo de envelhecimento e os benefícios da prática de atividade física. Os dados necessários foram retirados de artigos publicados, pesquisas na internet, sites e revistas de Educação Física. Este trabalho tem por objetivo principal a reflexão e a informação sobre a prática de atividade física para a promoção da saúde e da qualidade de vida do idoso. O público alvo são os idosos e suas famílias. Conclui-se a partir desta pesquisa, que o exercício físico é de extrema importância para uma boa qualidade de vida promovendo diversos benefícios a saúde e na prevenção de diversa doenças.

Palavras-Chave: Atividade física, Saúde do Idoso, Qualidade de Vida

  1. INTRODUÇÃO

A partir da área de concentração dos grupos especiais, este estudo foi realizado a fim de aprimorar os estudos relacionados ao tema escolhido: A importância da atividade física para a qualidade de vida do idoso. O objetivo central deste é informar e orientar as pessoas sobre os benefícios da atividade física, a prevenção de diversas doenças e promover a conscientização em prol da saúde.

O público alvo a que se destina este estudo são os idosos e suas famílias, a fim de informar e orientar sobre a possibilidade de obter qualidade de vida e prevenir doenças garantindo a terceira idade em boa forma e com boa saúde. Nesta pesquisa foi realizada uma revisão bibliográfica com o propósito de abordar os assuntos relevantes ao processo de envelhecimento e os benefícios da prática de atividade física para a promoção da saúde do idoso.

A atividade física regular é de grande importância para que se tenha uma vida mais longa e saudável. (REBELATTO, 2006).

O envelhecimento é um processo fisiológico, diminui as aptidões físicas e as capacidades funcionais, favorece o aumento de peso, lentidão e aparecimento de doenças crônicas (CARVALHO, 1999).

A atividade física tem um papel fundamental na vida das pessoas, independente da faixa etária. Entretanto, na população idosa, a preocupação tem sido aumentada em decorrência de sua elevada e crescente prevalência na população brasileira, bem como do processo de envelhecer, que vem acompanhado por declínio físico, que pode ser minimizado com a prática de atividades físicas. (BALDONI; PEREIRA, 2010).

  1. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

2.1 O processo de envelhecimento

O envelhecimento é um processo universal, natural, dinâmico e irreversível do ser vivo acompanhado de alterações bioquímicas, funcionais, sociais e intelectuais, que podem ser amenizadas ou aceleradas por variações individuais como a genética, o estilo de vida e a presença de doenças crônicas. Todos esses fatores em interação influenciam na condição funcional em que se alcança determinada idade (UENO, 2012).

As doenças crônicas são inerentes à pessoa idosa. Porém, a inatividade física se apresenta como fator de risco modificável fundamental para as doenças crônicas não transmissíveis. (BUZZACHERA et al, 2010).

Para que o envelhecimento venha com saúde, são necessárias ações conjuntas dos próprios indivíduos, dos profissionais especializados e da gestão pública a fim de estimular o envelhecimento ativo e manter o idoso participante na sociedade, com longevidade, independência e qualidade de vida (TOSCANO; OLIVEIRA, 2009).

A organização dos sistemas de saúde está fortalecendo e reforçando a necessidade de atenção a saúde do idoso no cuidado e na prevenção, sendo assim, Assis (2004) destaca:

A manutenção da saúde e autonomia na velhice, identificada como boa qualidade de vida física, mental e social, é o horizonte desejável para se preservar o potencial de realização e desenvolvimento nesta fase da vida. É também a perspectiva necessária para reduzir o impacto social que cerca as questões extremamente complexas e delicadas relativas ao cuidado ao idoso dependente. Por essas e outras motivações demográficas e socioeconômica, a promoção da saúde tem sido destacada no eixo das políticas contemporâneas na área do envelhecimento (ASSIS, 2004)

...

Baixar como (para membros premium)  txt (17.6 Kb)   pdf (294.2 Kb)   docx (173.9 Kb)  
Continuar por mais 10 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com