TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

15 Teses Sobre Conhecimento

Por:   •  29/10/2014  •  841 Palavras (4 Páginas)  •  138 Visualizações

Página 1 de 4

As 15 teses sobre o texto e o meu conhecimento

Vivemos hoje um grande momento na história da humanidade, em que a informação e o conhecimento são possíveis a todos. Nesse instante, temos a capacidade de aprender e desenvolver várias habilidades, descobrir novas formas de autoconhecimento e autodesenvolvimento. Podemos aprender a aprender pelo prazer, mudando uma configuração ultrapassada de que o autoconhecimento e a evolução só se fazem na dor e de que o outro é responsável pelo que sentimos e pensamos.

Todos nós falamos, em algumas ocasiões, sobre sexualidade. E, na maioria das vezes, o senso comum confunde sexo com sexualidade. Sexo é uma prática eminentemente genital, enquanto sexualidade é uma postura de vida. Sexo está ligado à reprodução, aos órgãos genitais, enquanto sexualidade está ligada ao prazer, à excitação. E é nesse conjunto de sensações e de vivências, que vamos experimentando, criando e produzindo o objeto do nosso interesse.

Sexualidade é entender o prazer como direito e necessidade, como exercício ao merecimento e à abundância de tudo o que projetamos e desejamos com presença. Ela é a energia que extrapola a experiência do prazer físico e atua de forma direta na qualidade da saúde e longevidade e, com isso, permite melhor funcionalidade corporal, vitalidade, alegria, vida.

Corpo, saúde e sexualidade trazem uma proposta mais ampla no contexto da consciência corporal. Vemos o ser humano num contexto universal, como parte de um holograma, de uma grande teia de vida, onde ele se interage e representa o macrocosmo no microcosmo. Somos um microcosmo que contém o macrocosmo. O corpo, expressão palpável e máxima do indivíduo, torna-se, assim, canal de materialização de processos evolutivos.

A consciência corporal usa as manifestações do corpo — os sintomas — como expressão daquilo que é predominante no indivíduo naquele momento, enquanto busca de resolução. Nesse sentido, podemos olhar, escutar, tocar as doenças, gerando a possibilidade de aprender, de relembrar o caminho da saúde, aqui vista como incorporação do direito ao merecimento e à abundância.

Não sabemos ainda viver sem adoecer, porque até agora não entendemos nosso direito ao prazer, à abundância, mas temos a possibilidade, a habilidade e o potencial de usar conhecimentos internos até então esquecidos do nosso “ser”, para gerar saúde, consciência. Podemos reorganizar, reavaliar, descobrir novos valores, sentidos e significados do que significa prazer. Evoluir pelo prazer, pela saúde física e emocional é uma possibilidade verdadeira.

Conversar sobre sexualidade, sobre prazer, sobre práticas e posturas que nos auxiliem e promovam uma nova visão sobre o corpo e sobre o prazer permite-nos reorganizar conceitos, dogmas e crenças a respeito do que traduzimos como prazer. Podemos conversar, aprender, experimentar, dentro de nossa capacidade e respeito, para evoluir nossa consciência global e específica sobre nosso corpo, sobre como conhecer e reorganizar, se for o caso, os fluxos de prazer.

Quando entendemos que a energia, o fluxo do prazer, vibra dentro de cada um de nós 365 dias por ano, 24 horas por dia, podemos acreditar que a evolução, o aprendizado e a vida podem ser vividos com prazer.

Conversar, aprender e ampliar nossas

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.5 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »