TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A REFLEXÃO SOBRE A FELICIDADE SOB OLHAR DA FILOSOFIA ARISTOTÉLICA E DAS PRÁTICAS DO BUDISMO COMPARADOS COM OS DIAS ATUAIS

Por:   •  20/11/2017  •  Monografia  •  13.426 Palavras (54 Páginas)  •  193 Visualizações

Página 1 de 54

FACULDADE PHÊNIX DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS DO BRASIL[pic 1]

INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO

BENEDITO APARECIDO GABRIEL

UMA REFLEXÃO SOBRE A FELICIDADE SOB OLHAR DA FILOSOFIA ARISTOTÉLICA E DAS PRÁTICAS DO BUDISMO COMPARADOS COM OS DIAS ATUAIS

SANTO ANTÔNIO DO DESCOBERTO/GO

2012


BENEDITO APARECIDO GABRIEL

[pic 2]

UMA REFLEXÃO SOBRE A FELICIDADE SOB OLHAR DA FILOSOFIA ARISTOTÉLICA E DAS PRÁTICAS DO BUDISMO COMPARADOS COM OS DIAS ATUAIS

FACULDADE PHÊNIX DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS DO BRASIL

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado como exigência para o Título de Licenciatura Plena de Filosofia, pela Faculdade Phênix de Ciências Humanas e Sociais do Brasil, sob orientação do Professor Ms. Osmir Aparecido Cruz.

SANTO ANTÔNIO DO DESCOBERTO/GO

2012

[pic 3]

Dedico este trabalho a todos aqueles que sabem fazer de sua vida um ato de felicidade, irradiando-a a si mesmo e àqueles que possuem o privilégio de cruzar seu caminho.

AGRADECIMENTOS[pic 4]

Agradecer a todos que deveriam ser lembrados torna-se impossível, porque certamente eu correria o risco de me esquecer de alguém. No entanto, alguns não posso deixar de mencionar.

Agradeço a Maria Silvia, aquela a qual tive a felicidade de um dia encontrar e juntos construirmos nosso lar, onde a felicidade sempre impera. Obrigado por toda dedicação e os cuidados para comigo durante mais esta jornada.

Agradeço também aos meus filhos, Luciano Gabriel e Gerson Gabriel, por entenderem meus momentos de ausência para a conclusão deste curso.

Agradeço ao professor Osmir Cruz e aos outros professores do curso por todo conhecimento partilhado.

Agradeço a todos aqueles que direta ou indiretamente contribuíram durante esta jornada.

Por fim, jamais poderia deixar de agradecer ao Bom Deus, que em tudo foi providente e permitiu que eu completasse mais esta etapa de minha vida.

Sou feliz por ter a cada um de vocês.


[pic 5]

Eu aprendi...
... que ignorar os fatos não os altera;

Eu aprendi...
... que quando você planeja se nivelar com alguém, apenas está permitindo que essa pessoa continue a magoar você;

Eu aprendi...
... que o AMOR, e não o TEMPO, é que cura todas as feridas;

Eu aprendi...
... que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa;

Eu aprendi...
... que a vida é dura, mas eu sou mais ainda;

Eu aprendi...
... que as oportunidades nunca são perdidas;

alguém vai aproveitar as que você perdeu.

Eu aprendi...
... que quando o ancoradouro se torna amargo

a felicidade vai aportar em outro lugar;

Eu aprendi...
... que não posso escolher como me sinto,

 mas posso escolher o que fazer a respeito;

Eu aprendi...
... que todos querem viver no topo da montanha,

mas toda FELICIDADE e crescimento ocorre quando você está escalando-a;

Eu aprendi...
... que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer.

William Shakespeare

RESUMO[pic 6]

Certamente, de todas as questões levantadas pelos homens, desde tempo longínquos até os dias atuais, a definição de felicidade e os meios para alcançá-la se encaixa perfeitamente entre elas. Para muitos, a felicidade é algo jamais possível de ser conquistado e, diante disso, esse sentimento a cada dia mais se afasta dos padrões sociais. Em virtude disso, a sociedade está passando por transformações e mudando o jeito de pensar sobre a ela, sempre a vinculado ao fato de possuir, sobretudo bens materiais. O presente trabalho tem como objetivo tratar a questão da felicidade baseada nos pensamentos filosóficos para depois comparar com a realidade dos dias atuais, que contraria totalmente os caminhos indicados por Aristóteles e pelas diretrizes do Nobre Caminho Óctuplo, que são indicações do budismo para o alcance da felicidade. Em um primeiro momento, será apresentada a visão do budismo em relação ao alcance da felicidade, pelo Nobre Caminho Óctuplo. Em um segundo momento, será apresentado o pensamento aristotélico referente à felicidade, descrevendo sua métrica para seu alcance. Nas considerações finais será, de maneira muito breve, apresentada a questão da felicidade nos dias atuais confrontadas com os pensamentos aristotélicos e budistas. Foram realizadas leituras de diversos autores que tratam sobre o assunto em questão, se caracterizando, desta maneira, como um trabalho de pesquisa bibliográfica, por meio de livros e sites na Internet.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (83.6 Kb)   pdf (618 Kb)   docx (887.3 Kb)  
Continuar por mais 53 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com