TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

SEMELHANÇA E DIFERENÇA DOS PENSAMENTOS DE SANTO AGOSTINHO E SÃO TOMÁS, NO QUE DIZ RESPEITO A COMPREENSÃO DA VERDADE E DO CONHECIMENTO

Por:   •  11/6/2018  •  Monografia  •  588 Palavras (3 Páginas)  •  2.516 Visualizações

Página 1 de 3

FILOSOFIA

Trabalho de Recuperação – Teoria do Conhecimento

SEMELHANÇA E DIFERENÇA DOS PENSAMENTOS DE SANTO AGOSTINHO E SÃO TOMÁS, NO QUE DIZ RESPEITO A COMPREENSÃO DA VERDADE E DO CONHECIMENTO.

Introdução:

Este trabalho nos mostrará as diferenças e semelhanças que se tem em São Tomás e Santo Agostinho. Nela se compreendera os efeitos da compreensão da verdade e também de todos os seus conhecimentos.

Em São Tomás é o conhecimento de Deus que se diz da perfeição. E a verdade e o conhecimento também são alcançados através de um mestre interior, pois, não se há a intervenção de uma luz divina aonde se da o conhecimento, já se existe como potencialidade no interior do ser e que cabe a este descobri-lo através do aprendizado, do estudo, da educação religiosa, da pedagogia a sua finalidade por onde esta. Com isso concluímos que ambos, Santo Agostinho e São Tomás de Aquino só procuram conformar a razão e a fé; a filosofia e a religião. Com isso que também defendíamos a busca do conhecimento que é dado através de ambas citadas acima que se tinha um sentido comum: de que a verdade divina, o conhecimento da perfeição, ou seja, “o entendimento de Deus”. Com os seus pensamentos se distanciam quanto ao processo que se dá a esse conhecimento e apesar de todos concordarem da sua origem no ser interior.

*** Os dois filósofos convergiram e divergiram em variados aspectos de seus pensamentos. Ambos se preocuparam em pensar sobre as essências das “coisas” (Deus, a natureza, o ser humano, a verdade, o conhecimento, etc.) essas idéias metafísicas procuravam justificar através da razão a conduta e a moral da tradição cristã. Porém Agostinho acreditava existir, como Platão, um mundo das idéias que era a perfeição, a verdade e um mundo real que era a representação imprecisa deste mundo ideal apreendida pelos sentidos sob diferentes formas. Santo Agostinho defendeu a idéia do mestre interior em que todo o conhecimento é alcançado dentro do próprio ser e somente através da iluminação divina pode-se chegar à verdade

Onde se encontra e em que sentido?

A VERDADE NAS COISAS SENSÍVEIS - a unidade do intelecto, devemos pressupor uma verdade que seja extramental, ou seja, todas as coisas pelas quais chamamos verdadeiro devem ser à base da verdade na medida em que para algo ser verdadeiro ele tem de ser, ser um ente. se o conhecimento é efeito da verdade e o objeto do conhecimento é o ente, logo é o ele o terminus a quo há conhecimento.

A VERDADE NO INTELECTO – [...], na medida em que tem fundamento na realidade, e não segundo aquilo que a noção de verdadeiro se completa na adequação da coisa ao intelecto. Ou dizendo, tal como se diz, verdadeiro é aquilo que é, o é não é tomado ali como o que significa o ato de ser, mas como o que é uma nota componente do intelecto, a saber, na medida em que significa a afirmação da proposição, enquanto signifique: verdadeiro é aquilo que é, ou seja, quando se acerca do ser de algo que ele é... *** AQUINO, 2014, p. 323

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.5 Kb)   pdf (44.9 Kb)   docx (11.9 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com