TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A CULTURA IBO NO SUDESTE DA NIGÉRIA

Por:   •  28/8/2016  •  Artigo  •  5.176 Palavras (21 Páginas)  •  486 Visualizações

Página 1 de 21

A CULTURA IBO NO SUDESTE DA NIGÉRIA

CAVALCANTE,  Beatriz [1]

ALBUQUERQUE, Soraya do Lago[2]

RESUMO: ATÉ 150 PALAVRAS

O artigo aborda uma analise da Obra “O preço da Noiva” de Buchi Emecheta que relata as tradições e costumes da cultura Ibo que é marcada pelos personagens principais Aku-nna e Chike.

A submissão das mulheres nigerianas que não podem tomar suas próprias decisões para escolherem seus noivos, sendo submetidas desde crianças a seguirem suas tradições de que elas casarão com homens ricos que oferecer o maior preço por elas, mesmo elas não amando o pretendente elas são forçadas a se casarem por conta do dote.

O estudo de outras culturas da Nigéria que nos faz conhecer mais um pouco sobre a história desse povo Africano que muitas vezes são esquecidos devido suas condições desumanas e ao preconceito racial que esse povo sofre.

Este artigo tem por finalidade abordar esses aspectos culturais, com o intuito de conhecer as tradições, costumes, crenças e rituais de um povo africano do Sudeste da Nigéria.

Palavra-chaves: 3 PALAVRAS; 3 PALAVRAS;

Culturas, Tradições e Submissão

ABSTRACT:

The article gives a reports of the book "The bride price" of Buchi Emecheta reporting the traditions and customs of the Ibo culture that is marked by the main characters Aku-nna and Chike.

The submission of Nigerian women who can not take their own decisions to choose their boyfriends and were submitted from children to follow their traditions that they will marry rich men that offers the highest price for them, even they do not love the suitor they are forced to marry because of the dowry.

The study of other cultures in Nigeria that makes us know a little more about the history of African people who are often overlooked because of their inhuman conditions and the racial prejudice that people suffer.

This article aims to address these cultural aspects, in order to know the traditions, customs, beliefs and rituals of an African people of southeastern Nigeria.

KEYWORDS

Cultures, traditions and submission.

INTRODUÇÃO

Este artigo é um trabalho que relata a submissão da mulher em aldeias tradicionais da Nigéria. A autora Buchi Emecheta traz em sua obra “O preço da noiva”, o romance dos personagens Aku-nna e Chike, um romance que é separado pela cultura. Na cultura de Aku-nna determina que ela deva seguir as tradições Ibos, onde é sua aldeia, impedindo-a de se casar com Chike que é descendente de escravos. Chike pertence a uma família de escravos e por isso não pode se casar com Aku-nna.

Estudar a cultura Ibo é importante para realizar uma análise das tradições, Costumes, crenças e rituais de um povo africano do Sudeste da Nigéria.

Após leituras realizadas, pretendo analisar os traços culturais nigerianos na obra “O preço da noiva” de Buchi Emecheta.  Terei como objetivos específicos: Identificar na obra traços da cultura Ibo que impede Chike a se casar com Aku-nna; Apontar o papel de Aku-nna e Chike na tradição Ibo.

         A pesquisa será de caráter bibliográfico, onde analisarei, por meio de investigação, a cultura da Nigéria e os traços culturais pertencentes a essa cultura e que são observados e apontados na obra em análise.

ALBERT CHINUALUMOGU ACHEBE (CHINUA ACHEBE)

Albert Chinualumogu Achebe nasceu em Ogidi no início da década de 1930, 30 anos antes da Nigéria se libertar do domínio colonial Britânico. Fez seus estudos básicos em um colégio missionário e, embora educado na cultura ocidental, também foi criado na cultura tradicional Ibo, seu grupo étnico, no sudeste da Nigéria. Quando chegou a universidade, ele renegou o seu nome britânico, Albert, para assumir o seu nome Ibo: Chinualumogu (Chinua abreviado).

O autor africano Chinua Achebe em sua obra “O mundo se despedaça” enfatiza a sua cultura Ibo, seus traços e costumes. Chinua Achebe manteve suas raízes africanas em suas obras. Isso pode ser observado no romance em questão. Durante todo o livro o autor faz referência da importância da religião Ibo para seu povo. Ele descreve os deuses e os espíritos dos ancestrais e o quanto estes influenciavam no cotidiano dos Ibos.

A cultura ibo para Chinua Achebe é abordada em sua obra como o começo de uma desintegração cultural, ao mundo fechado que lhe protegia a unidade de valores, do estrangeiro com armas mais poderosas, e de pele, costumes e ideias diferentes. E conta-se a história de um homem que se fez forte no adubo intimo da fraqueza e a quem o medo de ser débil finalmente derrota. Assim era o mundo Ibo – Principia Achebe. Ele não idealiza uma sociedade igualitária e solidária sem reis e senhores de sangue, mas com escravos e párias, marcada por intenso individualismo e sentido de competição, hierarquizada por um sistema de títulos honoríficos a que só tinha acesso os ricos e bem sucedidos, e governado minuciosamente por um conjunto de regras a cujo rigor e ferocidade que ninguém podia escapar.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (31.5 Kb)   pdf (272.1 Kb)   docx (28.6 Kb)  
Continuar por mais 20 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com