TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A IMPORTÂNCIA DA LITERATURA NA EDUCAÇÃO INFANTIL E NAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

Artigo: A IMPORTÂNCIA DA LITERATURA NA EDUCAÇÃO INFANTIL E NAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL. Pesquise 798.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  13/11/2014  •  4.058 Palavras (17 Páginas)  •  3.529 Visualizações

Página 1 de 17

Introdução/Justificativa

A literatura infantil quando descoberta e incentivada desde a infância abre a possibilidade do conhecimento pelo prazer de ler; podendo ser utilizada no ambiente escolar como forma de lazer e aprendizagem em várias disciplinas. A literatura infantil enriquece a imaginação da criança, oferecendo-lhe condições de liberação sadia, ensinando-lhe a libertar-se pelo espírito levando-a a usar o raciocínio e a cultivar a liberdade.

O presente trabalho fala sobre a importância da leitura na educação infantil e foi motivado pela necessidade de minimizar o problema das crianças nas series iniciais que tem várias dificuldades no processo de aprender a ler, pretende ainda descrever o gosto e o habito pela leitura reconhecendo a sua importância e distinguindo os vários sentidos que podem ser atribuídos a um texto incentivando a leitura.

A formação de um bom leitor, não deve iniciar no âmbito da universidade. É preciso realizar um bom trabalho preventivo e formativo, ou seja, trabalhar a leitura desde o primeiro ano em que a criança ingressa na escola, pois um leitor competente só pode se construir através de uma pratica constante de leitura, a partir de um trabalho que permita ao educando, por um lado, ter acesso efetivo à diversidade de texto, o que inclui textos outros que não só os escolares e, por outro, saber ler, ou seja, adquirir a competência para a leitura.

A escola tem a responsabilidade de garantir aos educandos o domínio da leitura, pois é ela o instrumento que dá acesso a uma vida social; é em contato com livros de literatura infantil, ouvindo historias, a criança apresenta motivação para a leitura desses textos e para produção de historia.

A problemática da leitura envolve processos cognitivos na sua compreensão. Historicamente, o ato de ler como fator inicial é essencial no ensino básico e fundamental, faz-se refletir no prazer de ler. E isso, não faz parte do currículo e nem da realidade educacional das escolas. Porém depara-se com desafios - sociais, econômicos e culturais - que ocasionam crises de aprendizagem na alfabetização: o não uso da literatura infantil nas series iniciais, desinteresse pela leitura, falta de habito e gosto pela leitura e falta de incentivo local. Acredita-se que o baixo nível de leitura entre as crianças nas séries iniciais pode ser decorrente à ausência do habito de ler da família.

A preocupação dos educadores e formadores de opinião está em formar leitores em potencial e autônomos capazes de resolver seus problemas. Na realidade, no dia-a-dia, as crianças não estão envolvidas com material literário ou cultural, carente de sobrevivência e certamente não tem estímulos para esse ato prazeroso da leitura. O profissional da educação tem consciência das deficiências que ocorrem no tocante das boas leituras no âmbito escolar.

Entretanto, depara-se com situações em que não dependem da eficiência ou competência do educador, quando são impostas metodologias fora da realidade e necessidade da criança, que se vê pressionada a aprender o código da letra mesmo antes de saber o real significado de ler.

De acordo com Bortone (1996, p. 16), o domínio da leitura e da escrita tem estreita relação com a possibilidade de plena participação social, pois é através da leitura (nos seu sentido mais amplo) que o homem tem acesso à informação, defende seu ponto de vista, partilha ou constrói diferentes visões de mundo, enfim, produz conhecimento.

É necessário que cada criança leia e participe da experiência da produção, para perceba as diferentes funções da escrita e a adequação da linguagem necessária a cada situação comunicativa. É essencial que descubram o mundo da escrita e que sintam prazer em fazer parte dela, só assim o homem construirá um mundo melhor, tornando um cidadão participativo e critico.

O professor deve selecionar bons textos de naturezas diversas, mas que sejam, antes de tudo, de excelente qualidade. A linguagem precisa ser muito bem-articulada e cuidada. Não se pode dar a criança uma escrita barateada e diluída para “suavizar” o trabalho e a vida escolar. Todos os textos têm de serem atraídas, investigantes, bem-urdidos e expressos por uma escrita sedutora.

Não se concebe que a leitura seja ignorada pelos educadores, em particular, mas também pelos adultos, em geral. A sua importância, como pode ser visto, justifica a preocupação que deve ser canalizada para a literatura infantil e nas series iniciais.

Problemática

A falta de incentivo por parte da escola desmotiva a criança a iniciar ao mundo fascinante da leitura dificultando a aprendizagem do educando? O que fazer diante dessa crise desafiadora? Porque as crianças demonstram um grande desinteresse pela leitura? Como despertar o hábito e o gosto pela leitura? E como incentivar as crianças a gostarem de ler?

Objetivos gerais:

• Resgatar a pratica da leitura na educação infantil e nas series iniciais do ensino fundamental;

• Contribuir para uma reflexão e mudança de atitudes que despertem o habito e o gosto pela leitura.

Objetivos específicos:

• Descrever o gosto e o habito pela leitura reconhecendo a sua importância e distinguindo os vários sentidos que podem ser atribuídos a um texto incentivando a leitura;

• Reconhecer a importância da literatura na educação infantil e nas séries iniciais do ensino fundamental.

• Verificar as diferentes formas de propor leituras e trabalhos diversificados a desenvolver a compreensão do aprender a ler por prazer.

Hipótese

O baixo nível de leitura entre crianças nas séries iniciais pode ser decorrente à ausência do hábito de ler.

Com atividades envolvendo situações literárias de interesse do educando possibilita-se o habito e o gosto pela leitura, propiciando assim o crescimento cultural do mesmo.

A falta de incentivo por parte da escola desmotiva a criança a iniciar ao mundo fascinante da leitura que na maioria das vezes oferece uma escrita “barateada” e “diluída” dificultando a aprendizagem do educando.

Fundamentação Teórica

A criança está constantemente realizando a leitura do mundo em que esta inserida, tentando compreender o seu contexto.

Antes mesmo de ir para a escola, diversas leituras esteve presente

...

Baixar como (para membros premium)  txt (27.4 Kb)  
Continuar por mais 16 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com