TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O FÓRUM AVALIATIVO

Por:   •  12/5/2019  •  Artigo  •  547 Palavras (3 Páginas)  •  16 Visualizações

Página 1 de 3

Competências para a docência no ensino superior.

Introdução

O aumento da procura do ensino superior tem gerado uma enorme necessidade de expansão, isso tem ido muitas vezes ao sentido contrário a qualidade educacional, (KUHL et al., 2013). Alguns fatores como a expansão do ensino médio e a lei de diretrizes e bases da educação, contribuíram para este crescimento universitário.

Programas de incentivo financeiro como Prouni (Programa Universidade para Todos), Fies (Programa de Financiamento Estudantil) facilitaram o acesso as instituições de ensino superior privadas em todo Brasil, e o programa o (Reuni) Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais teve o mesmo efeitos nas instituições públicas. Outro fator significante para este aumento foi à expansão de ensino a distância (Barros.A 2015).

O principal foco deste estudo será argumentar o crescimento exponencial do ensino superior brasileiro, bem como o decline de sua qualidade, analisando publicações e discutindo diferentes pontos de vistas.

Desenvolvimento

Segundo Macedo 2001 a aprendizagem no nível superior exige um profissional de docência com domínio na área pedagógica, o que na prática, não acontece, em um curso de mestrado, o principal foco de aprendizagem é o contexto especifico e técnico, sem nenhum contato com a área pedagógica, isso faz com que mestres e doutores tem certa dificuldade em expor seus conhecimentos adquiridos ao logo de sua vida acadêmica. Um mínimo necessário de conhecimento acadêmico deveria ser inserido nas grades curriculares dos cursos de formação de professores de ensino superior.

Outro ponto relevante é a falta de verificarão na eficácia dos conhecimentos transmitidos aos alunos, hoje com exceção da Ordem dos Advogados o Brasil (OAB), não existe uma aprovação final dos formandos após o término do curso de graduação, isso seria fundamental para frear o avanço do ensino de baixa qualidade e garantir um mínimo de bons profissionais para a nação.

O aumento de incentivo fiscal trouxe uma grande facilidade de acesso ao nível superior, e isso deve ser interpretado como um bom movimento que indica que o Brasil segue na direção certa. Precisamos evoluir com ciência e tecnologia, este é o único caminho para conseguirmos nossa independência financeira como nação, porém a pergunta é: Estamos fazendo isso direito? Será que não fiscalizar as pessoas formadas confrontando o conhecimento esperado com o adquirido é realmente o caminho? Com certeza não! Estamos cada vez mais contribuído para ilusão de pessoas que estão procurando cursos baratos e instituições sem tradição, crendo que um diploma poderá mudar suas vidas. Este fato faz com que não cresçamos na mesma velocidade que educamos, o que é um fato preocupante para o Brasil, hoje estamos formando muito mais pessoas, mas academicamente não evoluímos na mesma proporção de velocidade.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.6 Kb)   pdf (71.1 Kb)   docx (8.2 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com