TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

AS EXPRESSÕES E IMPRESSÕES DO ESTÁGIO II REESTRUTURADO PARA O ENSINO FUNDAMENTAL ANOS INICIAIS

Por:   •  29/6/2020  •  Trabalho acadêmico  •  2.492 Palavras (10 Páginas)  •  4 Visualizações

Página 1 de 10

EXPRESSÕES E IMPRESSÕES DO ESTÁGIO II REESTRUTURADO PARA O ENSINO FUNDAMENTAL ANOS INICIAIS

Autor: Maria Angela Arceni Chefer[1]

Tutor externo: Fabiana dos Santos[2]

Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI

Pedagogia (FLX1009) – Estágio Curricular Obrigatório II

17/06/2020

RESUMO

Em tempos de Pandemia por conta do Corona vírus, o  estagio obrigatório II: Ensino Fundamental anos iniciais teve que ser reestruturado. Neste novo modelo, realizamos a construção de um pré-projeto, da observação virtual, a construção de um projeto de extensão e a produção de um produto virtual. Para o desenvolvimento do estágio optamos pelo tema “A Arte e seu papel como promotora de inclusão”, contido no programa de “Acessibilidade e inclusão educacional” da área de concentração em “Práticas pedagógicas inclusivas”. Buscamos construir o projeto de extensão e o produto virtual, uma cartilha digital, sobre as ações e exposições de Arte inclusivas desenvolvidas na Pinacoteca de São Paulo para pessoas com cegueira e baixa visão. Deste modo, o estágio supervisionado constituiu uma etapa imprescindível em nossa formação como professor pedagogo, tendo fundamental importância para a construção das identidades do ser professor. Contudo entendemos que em tempos críticos de Pandemia e isolamento social, o estagio obrigatório foi realizado via internet e mídias digitais. A partir dessa experiência, podemos compreender a importância do contato e do colocar teoria e prática no chão da escola. Neste contexto, sentimos uma imensa lacuna tanto na aprendizagem, socialização, experienciação, quanto na formação como professor pedagogo. Apesar dessa triste realidade, a produção do projeto de extensão e da cartilha pôde contribuir para o entendimento da arte como agente de inclusão e para reconhecer a importância das instituições de ensino não formais, como os Museus, para a formação e inclusão desses estudantes.

Palavras-chave: Arte. Educação Inclusiva. Estágio obrigatório.

 1 INTRODUÇÃO

Em tempos de Pandemia e isolamento social por conta do Corona vírus causador da doença infecciosa COVID-19, o  estagio obrigatório para Ensino Fundamental anos iniciais teve que ser reestruturado. Neste modelo adaptado a esta crítica situação, realizamos a construção de um pré-projeto, a observação virtual, a construção de um projeto de extensão e a produção de um produto virtual.

Para embasar o Estágio escolhemos o tema “A Arte e seu papel como promotora de inclusão”, contido no programa de “Acessibilidade e inclusão educacional” da área de concentração em “Práticas pedagógicas inclusivas”. Neste contexto, escolhemos estudar e apresentar no produto virtual, uma cartilha, as atividades artísticas inclusivas realizadas em espaços não formais de ensino, buscando retratar aquelas promovidas na Pinacoteca de São Paulo para a inclusão e acessibilidade de pessoas com cegueira e baixa visão.

Localizada no Parque da Luz, a Pinacoteca faz parte de um polo cultural local que compreende cinco museus e uma sala de concertos. Tendo como base a inclusão, este museu conta com um Núcleo de Ação Educativa, que promove programas educativos inclusivos, com o objetivo garantir o acesso à arte para pessoas com deficiências por meio da acessibilidade física e sensorial aos espaços expositivos e obras do acervo da Pinacoteca.

Organizamos este paper em três tópicos principais, o primeiro busca delinear os objetivos, a área de concentração, a fundamentação teórica sobre Arte e Inclusão, bem como apresenta algumas informações sobre o trabalho inclusivo e a acessibilidade promovida pela Pinacoteca. O segundo diz respeito às vivências de estágio, onde buscamos apontar as etapas e atividades desenvolvidas. Já no terceiro tópico nos dedicamos às impressões do estágio, buscamos refletir sobre as contribuições que o estágio pôde oferecer para nossa formação docente. Vale ressaltar que na seção “Anexos” apresentamos via colagem, a cartilha produzida como produto virtual sobre as obras de arte inclusivas e as exposições artísticas acessíveis promovidas pela Pinacoteca.

2 ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: FUNDAMENTAÇÃO TÉORICA

No atual contexto da sociedade, somos constantemente alertados sobre a necessidade de buscarmos a construção de uma educação transformadora fundamentada, principalmente, nos preceitos do paradigma educacional inclusivo. A Educação inclusiva busca promover um ensino para o exercício da cidadania, procura fundamentar valores de solidariedade, fraternidade e de respeito às diferenças e às singularidades de cada estudante, independente de seu talento, deficiência, origem socioeconômica ou cultural (STAINBACK; STAINBACK, 1999; SIEGEL, 2005).

...

Baixar como (para membros premium)  txt (17.4 Kb)   pdf (1.5 Mb)   docx (1.2 Mb)  
Continuar por mais 9 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com