TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Atps de ensino de lingua portuguesa

Por:   •  1/6/2015  •  Trabalho acadêmico  •  499 Palavras (2 Páginas)  •  104 Visualizações

Página 1 de 2

Variação Linguística

A autora neste capitulo fala sobre as várias formas de utilização da linguagem falada pelo o individuo e como as fases, região, história e até mesmo condição social pode influenciar nesse modo de falar. Explica a importância para o professor de língua, seja materna, seja estrangeira. A linguagem humana e a sua relação com a sociedade, pois os seres humanos usam a língua para se comunicar viver em sociedade e com ela se relacionar. Ferdinand de Saussure é considerado o pai da linguística por ter sistematizado os estudos linguísticos, principalmente, através da apresentação de uma terminologia que vem explicar os fatos linguísticos de forma precisa e objetiva. Ele escreveu “a linguagem tem um lado individual e um lado social, sendo impossível conceber um sem o outro”.

A esse lado social da linguagem Saussure chama de língua, e aquele individual de fala. Temos a língua portuguesa como uma entidade social que todos nós, brasileiros, adquirimos como falantes nativos e que a nós pertence, como nos pertence à identidade de sermos brasileiros. A língua que falamos é a mesma, isto é, todos nós usamos o mesmo sistema linguístico chamado português brasileiro. A fala de cada um de nós é diversificada, individualizada, heterogênea. Uma tendência forte entre os brasileiros é afirmar que falamos toda a mesma língua e que não existem dialetos no Brasil. “A escola tenta impor sua norma linguística como se ela fosse, de fato, a língua comum a todos os milhões de brasileiros, independentemente de sua idade, de sua origem geográfica, de sua situação socioeconômica, de seu grau de escolarização, etc.” (Bagno, 2005, p. 15).

A sócio linguística vem contribuir para a compreensão da língua, por meio de sua relação com a sociedade, de como a língua varia e muda, de acordo com os contextos e os relacionamentos sociais: As línguas servem para a comunicação; As línguas estão estreitamente ligadas aos seus usuários; As línguas variam; As línguas mudam. Saussure escreveu que a linguagem é a soma da língua e da fala, sendo a primeira o código usado por uma sociedade para a comunicação entre seus membros, e a segunda o uso que esses membros fazem desse código. Sendo usada para a comunicação, a língua está estreitamente língua + fala = linguagem.

A variação fonética é a que caracteriza os diversos sotaques existentes no Brasil, que pode acontecer no nível de segmentos, como a consoante exemplificada, ou numa vogal, como a pronúncia da primeira silaba de uma palavra. E esse ritmo varia muito nas diversas regiões do Brasil. Nesse capítulo, também, nos é mostrado como as pessoas tem o costume de classificar a língua, no caso aqui a língua portuguesa, como correta ou errada. Ou ainda que tal região tenha a forma mais correta e outra não. Quando na realidade não existe isso, e sim uma variação linguística

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.1 Kb)   pdf (39.8 Kb)   docx (11.2 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com