TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Desenvolvimento de educação especial e educação inclusiva

Artigo: Desenvolvimento de educação especial e educação inclusiva. Pesquise 807.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  21/5/2014  •  Artigo  •  324 Palavras (2 Páginas)  •  297 Visualizações

Página 1 de 2

Para relacionarmos Educação Especial e Inclusão, primeiramente precisamos entender o conceito de ambas.

A Educação Especial refere-se ao atendimento e da educação de pessoas com deficiência e transtornos globais de desenvolvimento em instituições especializadas. É organizada para atender específica e exclusivamente alunos com determinadas necessidades especiais. Onde profissionais especializados como educador físico, professor, psicólogo, fisioterapeuta, fonoaudiólogo e terapeuta ocupacional trabalham e atuam para garantir tal atendimento.

Já a Inclusão, é um processo em que se amplia à participação de todos os estudantes nos

estabelecimentos de ensino regular. Trata-se de uma reestruturação da cultura, da prática e das políticas vivenciadas nas escolas de modo que estas respondam à diversidade de alunos. É uma abordagem humanística, democrática que percebe o sujeito e suas singularidades tendo como objetivos o crescimento, a satisfação pessoal e a inserção social de todos.

Para que se possa falar em educação especial e educação inclusiva, é

fundamental que se reflita a história, atitudes e formas de vida em sociedade e os

produtos de escolhas culturais que atendam as necessidades dos homens, num

determinado contexto, numa determinada época.

Nos séculos XVI e XVII os deficientes mentais eram internados em orfanatos,

manicômios, prisões e outros tipos de investigações estatais. Para mudar esta situação

começaram a surgir as primeiras experiências positivas: O frade Pedro Ponce de Leon

(1509-1584), que em meados do século XVI, levou a cabo no Mosteiro de Oña a

Educação de 12 crianças surdas com surpreendente êxito ele é reconhecido como

iniciador do ensino para surdos e criador do método oral.

No final do século XVIII e inicio do século XIX inicia-se o período da

institucionalização especializada de pessoas com deficiências, e é a partir de então que

podemos considerar ter surgido a Educação Especial. Essa Educação acontecia em

escolas fora das povoações, argumentando que o campo lhes proporcionaria uma vida

mais saudável e alegre. Desta maneira se tranqüiliza a consciência coletiva, pois estava

a proporcionar cuidado e assistência para quem necessitava, protegendo o deficiente da

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.3 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com