TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O ensino da Arte na Educação Infantil

Pesquisas Acadêmicas: O ensino da Arte na Educação Infantil. Pesquise 812.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  30/10/2013  •  Pesquisas Acadêmicas  •  1.441 Palavras (6 Páginas)  •  606 Visualizações

Página 1 de 6

AS ARTES NO UNIVERSO INFANTIL

PROF.

CURSO PEDAGOGIA VESPERTINO

ALUNAS:

EDNA FRAGOSO RA.1187408647

CLEONICE LACERDA OLIVEIRA

RA.1108362921

ELAINE SANTOS MENEZEZ

RA. 1187412952

MARCIA REGINA DE P S BRAZ

RA. 1299883095

FERNADA DO ROS. FURTADO

RA.4143238383

“Dentre elas uma linguagem se faz especial, a linguagem da arte.

Feita para o homem mergulhar dentro de si mesmo trazendo para fora e para dentro dos outros homens as emoções do próprio homem. Sabe o homem que as emoções é que são o sal da vida. Por isso é que quando um homem quer falar ao coração dos outros homens ele o faz pela linguagem da arte.Quando isso acontece aquele homem sente e age o artista.”

“Adulto tem dificuldade de entrar no mundo da criança não para ficar lá e sim para desperta- ló do objetivo concreto.”

O ensino da Arte na Educação Infantil

A Arte na Educação Infantil possuía um perfil de recreação e de desenvolvimento emotivo e motor. Hoje a Arte na Educação Infantil está em processo de rupturas e transformações, exigindo das políticas educacionais, dos cursos de Formação de Professores, especialmente das Licenciaturas em Artes, um comportamento com os aspectos cognitivos, sensíveis e culturais. Cabe então, a todos os profissionais que atuam direta ou indiretamente com o ensino da arte, uma reflexão não somente dos processos da sala de aula, mas também do seu papel como cidadãos, protagonistas de uma história.

Diferentemente do Ensino Fundamental, o tempo dedicado à Arte na Educação Infantil tem sido superior pela sua especificidade. A utilização de trabalhos manuais e a expressão criativa nos primeiros anos escolares sem dúvida apresentam-se com uma contribuição significativa não somente para desenvolvimento motor da criança, mas também para que estas possam extrapolar suas emoções e dar mais elementos aos educandos para compreendê-la. Porém, quais leituras fazem as crianças quando das suas produções? Como vêem a produção artística dos colegas? Qual o contato com as diversas formas de arte? Como elas compreendem as produções artísticas deixadas por outros atores que fazem parte da história da humanidade e, consequentemente, da sua própria história?

A compreensão das diversas produções deixadas pela humanidade ao longo da história se constitui em um acervo riquíssimo que deve ser explorado pelos professores, não somente pelos especialistas na área da arte (sem dúvida estes possuem uma maior responsabilidade), mas também pais e professores que entendem a arte como resultada da relação entre a emoção e razão, entre o eu interior e o eu exterior, entre elementos subjetivos e elementos objetivos, entre o eu e o mundo, situado num determinado tempo/momento histórico, com culturas e leis específicas.

Uma pessoa (incluí-se aí crianças, jovens ou adultos) que é capaz de fazer uma leitura crítica de uma produção que não é a sua, possui maior facilidade em compreender os mais diversos acontecimentos e as transformações ocorridas na sociedade, percebendo-se como resultado deste processo.

Dessa forma, a criança, bem como o adulto, também está situada em determinada sociedade sendo ator e resultado desta, expressando, transformando e reproduzindo valores e comportamentos em suas produções. Assim, torna-se fundamental que desde a infância estimulemos nossas crianças à não somente valorizar, mas buscar compreender os elementos intrínsecos na produção do artista.

As Artes visuais expressam, comunicam e atribuem sentidos a sensações, sentimentos, pensamentos e realidade por meio da organização de linhas, formas, pontos, tanto bidimensionais como tridimensionais, além de volume, espaço, cor e luz na pintura, no desenho, na escultura, na gravura, na arquitetura, nos brinquedos, bordados, entalhes etc. O movimento, o equilíbrio, o ritmo, a harmonia, o contraste, a continuidade, a proximidade a semelhança são atributos da criação artística. A integração entre os aspectos sensíveis, afetivos, intuitivos, estéticos e cognitivos, assim como a promoção de interação.

As Artes visuais estão presentes no cotidiano da vida infantil. Ao rabiscar e desenhar no chão, na areia e nos muros, ao utilizar materiais encontrados ao acaso (gravetos, pedra, carvão etc.), ao pintar os objetos e até mesmo seu próprio corpo, a criança pode utilizar-se das Artes visuais para expressar experiências sensíveis. Tal como a música, as Artes visuais são linguagens e, portanto, uma das formas importantes de expressão e comunicação humanas, o que, por si só, justifica sua presença no contexto da educação, de um modo geral, e a na educação infantil, particularmente.

É um engano comum acreditar que apenas trabalhos espontâneos como desenho e pintura, ou o ensino de técnicas artísticas por si só, promove a aprendizagem das Artes visuais e o desenvolvimento da criança. É por isso que, tradicionalmente, atrelado a este engano, sempre encontramos crianças as voltas com as tintas e pincéis escolas de Educação Infantil.

Arte no ciclo

Toda criança, antes de entrar na escola,”faz arte”...Desenha, pinta, faz esculturas de areia, canta, dança, toca instrumentos (ainda que batendo tampas de panelas) cria personagens...São potencialidades plenas de expressão criativa cujas possibilidades de se manifestar geralmente não ocorrem na escola.

O jogo simbólico, a percepção, a imaginação, a fantasia, a busca de um significado para o sentido da vida raramente encontram espaço nas salas de aula que infelizmente, ainda adotam como pratica

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.5 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com