TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

POLITICA NACIONAL DE EDUCAÇAO ESPECIAL NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇAO INCLUSIVA E INCLUSÃO ESCOLAR E AUTISMO: UMA ANALISE DA PERCEPÇÃO DOCENTE E PRATICA PEDAGÓGICA

Por:   •  26/4/2018  •  Trabalho acadêmico  •  582 Palavras (3 Páginas)  •  226 Visualizações

Página 1 de 3

QUESTOES SOBRE:

POLITICA NACIONAL DE EDUCAÇAO ESPECIAL NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇAO INCLUSIVA E INCLUSÃO ESCOLAR E AUTISMO: UMA ANALISE DA PERCEPÇÃO DOCENTE E PRATICA PEDAGOGICA

Primeiramente vamos destacar e conhecer mais sobre o autismo, e aplicar as questões uma analise da percepção docente as praticas pedagógicas:

1-O que é autismo?

O autismo é considerado como transtorno do desenvolvimento, chamado como transtorno do aspecto autista (TEA), que afeta a capacidade sociocomunicativas. O autista tem dificuldade para se comunicar e interagir socialmente. No autismo há vários graus, desde o mais leve, em que os autistas apresentam elevadas habilidades intelectuais. O transtorno do espectro do autismo (TEA) pode surgir somente quando as demandas sociais explorarem os limites de sua capacidade.

2- como identificar o autismo?

O autismo e identificado na infância, logo no inicio de seu desenvolvimento, o transtorno é diagnosticado depois dos três anos, as crianças com autismo apresentam dificuldades de manter a coordenação entre os canais comunicativos: a voz, os gestos e o olhar.

3- qual o tratamento para o autismo?

Não há um remédio especifico para tratar o autista, pois cada um necessita de um acompanhamento especifico. É importante que o tratamento do autismo seja feito por uma abordagem multidisciplinar. Sempre com o auxilio de profissionais, médicos, psicólogo, professores especializados. O objetivo do tratamento e desenvolver habilidades diferentes, e trabalhar seu desenvolvimento para que suas dificuldades afetem cada vez menos sua vida.

4- Como a escola precisa trabalhar com o autista?

As escolas regulares são ideais para os autistas, embora os pais prefiram escolas especializadas, a escola deve ser inclusiva, tendo cuidado de colocar os autistas em turmas menores, para que os professores consigam atender suas demais individuais.         

5- qual a percepção dos professores perante os alunos autistas?

A percepção positiva dos professores em relação ao seu aluno autista é um elemento fundamental para seu processo de inclusão escolar, que promove um suporte e orientações aos professores, que fornece uma boa compreensão das necessidades dos alunos e avaliar as estratégias eficazes para seu aprendizado são passos importantes para a inclusão.

6- o autista enfrenta preconceitos?

Sim. O há diversas situações de preconceito, ate mesmo de professores, há também caso de descriminações dos pais dos autistas nas filas preferenciais.··.

EDUCAÇAO INCLUSIVA

1. A quem se destina a Educação Inclusiva?

Em alguns países a educação inclusiva e concebida como um sistema que se destina a apoiar os alunos com deficiência no sistema geral de ensino.

2. Que modelos de apoio são mais frequentes?

Não basta colocar os alunos em escolas regulares, é preciso que a escola através de recursos e da sua organização, possa responder as necessidades educacionais que cada aluno apresenta, quando os primeiros alunos com deficiência chegaram às escolas regulares, o apoio eram concebidos de forma individual, professores com formação especializada retiravam estes alunos da sala de aula e os atendiam em salas de apoio.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.9 Kb)   pdf (100.5 Kb)   docx (12.1 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com