TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

QUE ASPECTOS DEVEMOS CONSIDERAR NA ELABORAÇÃO DE UMA PROPOSTA DIDÁTICA PARA O PRIMEIRO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL?

Por:   •  30/4/2015  •  Trabalho acadêmico  •  1.240 Palavras (5 Páginas)  •  125 Visualizações

Página 1 de 5

QUE ASPECTOS DEVEMOS CONSIDERAR NA ELABORAÇÃO DE UMA PROPOSTA DIDÁTICA PARA O PRIMEIRO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL?

As crianças de seis anos, que iniciarão no primeiro ano do ensino fundamental, precisa de uma proposta didática voltada ao primeiro ano.

Para as crianças de seis anos que estão iniciando no ensino fundamental de nove anos, a parte pedagógica tem que ser diferenciada levando em consideração cada criança.

Não se pode utilizar a proposta da educação infantil no ensino fundamental pois as rotinas são diferenciadas.

Com essa mudança de nomenclatura também são mudados os conteúdos escolares.

Nessa fixa etária o conteúdo aplicado deve favorecer o desenvolvimento e a aprendizagem da criança.

Deve se levar em consideração que a criança do ensino fundamental de nove anos adquire,  o conhecimento por um processo de construção, e não por observação e acumulação de informação.

O Professor deve incentivar o aluno a elaborar suas próprias perguntas e responder.

As atividades proposta, para uma criança de seis anos devem ser bem elaboradas e deve fazer com que a criança entre em conflito com sigo mesmo.

As crianças dessa faixa etária tem que ser desafiada a resolver problemas e conflitos cognitivos.

A afetividade, a vida em sociedade é muito importante para o desenvolvimento cognitivo da criança.

Os professores são os responsáveis pelo desenvolvimento das crianças, dessa faixa etária pois a mudança no método pedagógico é o que favorece no aprendizado e desenvolvimento de cada criança.

Ao planejar as atividades a serem aplicadas o professor tem que ter em mente o objetivo de cada uma delas e ter seu objetivo determinado.

Nessa faixa etária a criança teve ter várias formas de adquirir o conhecimento como jogos e brincadeiras diferenciadas e dirigidas com seus objetivos, a serem alcançados.

As atividades individuais são trabalhadas aluno e professor individualmente para que o aluno tenha um melhor desempenho.

As atividades coletivas são importantes, pois proporciona ao aluno a discutir com os colegas os temas propostos.

O professor tem que orientar os alunos para que todos tenham um bom desempenho na realização das atividades propostas.

A rotina diária e importante para a organização do trabalho do professor, assim facilitando sua aula.

O professor tem que planejar suas atividades e rotinas diárias ou semanalmente para que sua aula seja bem sucedida.

O professor pode decidir com os alunos o conteúdo de sua aula dado em sua aula.

O momento da roda de conversa também é importante, pois é o momento em que os alunos param para falar de sua vida de ouvir o que os amigos, tem para contar.

O professor pode trabalhar por formas de expor seus sentimentos.

A arrumação da sala de aula tem que ser feito com grande incentivo do professor para que os alunos façam um trabalho em grupo guardando e compartilhando os brinquedos e a função.

O momento da brincadeira é a hora de descontração dos alunos, e hora de usar da sua imaginação.

Na hora do lanche é o momento que o aluno é incentivado a sua autonomia, permitindo que o aluno se alimente sozinho.

O aluno experimenta diferentes sabores, core e texturas.

A avaliação pode ser feita de acordo com o que o professor propõe, e pode ser avaliado no processo de confecção.

A criança tem que ver o adulto não como o melhor e sim como quem também erra.

Todas as ações devem baser-se nas caracteristicas do nível de desenvolvimento da criança de acordo com a faixa etária. Uma forma de pensar torna-se estrutura de todas as atividades e ações tendo em sua consequência situações problemas e vice e versa. As ações representadas devem ter por base a unidade, deve-se explorar o vocabulário e os conteudos de temas escolhidos de acordo com as unidades. A unidade permite um sentido geral para o trabalho e oferece a criança de um bloco temático organizando a ambliação sistematica do vocabulario da criança.

Os temas devem ser de interesse das crianças. É importante que o trabalho proposto seja articulado por meio de brincadeiras e da oferta de diversos materiais assim como de diferentes linguagens (verbal, corporal, platica e musical).

Aproximadamente aos sete anos a criança elabora hipóteses de leitura e escrita de forma mais sistemática, constroi formas para cada categoria de objetos inserindo ao desenho tudo oque vê e reconhece do objeto representado.

Por onde a criança passa existe um ambiente alfabetizador, nas ruas, estradas, nos meios de comunicações, nas campanhas de vacinação em combate as doenças e principalmente na televisão, isso colabora para a leitura da criança. Na sala de aula não é necessariamente que a criança se assente todos os dias o ano todo no mesmo lugar, na mesma carteira. O professor pode mudar as posições das cadeiras de acordo com a aula do dia. É fundamental que o material e a decoração da sala seja trocado, assim o professor promoverá novas oportunidades à aprendizagem. Exemplos: Leituras de gibis, maquetes, revistas sobre animais, produção de brinquedos com sucatas e etc.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.7 Kb)   pdf (67.2 Kb)   docx (13.1 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com