TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Análise do artigo “Experiências de Perda e de Luto em Escolares de 13 a 18 Anos” de Basílio Domingos e Maria Regina Maluf

Por:   •  13/11/2015  •  Trabalho acadêmico  •  730 Palavras (3 Páginas)  •  240 Visualizações

Página 1 de 3

Nome do Acadêmico (a): Amàbile Kirchner

Nome do Professor (a): Alessandra Bonassoli Prado

2ª fase de Psicologia                    Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC)

Análise do artigo Experiências de Perda e de Luto em Escolares de 13 a 18 Anos” de Basílio Domingos e Maria Regina Maluf

TÍTULO

O titulo do artigo informa, sim, o objetivo do trabalho apresentado.

RESUMO

Mostra que o objetivo do trabalho é examinar experiências de perda e luto de 25 escolares de 13 a 18 anos que tiveram perdas de entes queridos por morte, usando como instrumento de pesquisa para a coleta de dados, a entrevista semiestruturada. O resumo salienta as categorias construídas através dessa pesquisa e que perdas relacionadas a homicídio, suicídio e AIDS, foram as mais difíceis de serem expressas e compartilhadas, porque além de se constituírem em ocasiões problemáticas e mobilizadoras com forte carga de conteúdos emocionais, são crivadas de juízos de valor e objeto de estigmas socialmente construídos. Está incompleto, pois deveria dizer que o grupo de voluntários foi constituído por vinte e cinco adolescentes, de 13 a 18 anos.

INTRODUÇÂO

Os autores utilizados por Domingos e Maluf lembram que o adolescente, graças ao seu desenvolvimento cognitivo, pode não saber lidar corretamente e expressar como se sente em relação à perda de uma pessoa próxima, mas que já tem consciência sobre o que é esse momento, e que é necessário que haja a oportunidade de compartilhar as causas e circunstância que podem levar a morte com outras pessoas, principalmente com a família e na escola. A dor é uma condição indispensável para o início do processo de luto, e ela deve ser enfrentada.

Os autores desse estudo têm, por objetivo examinar as experiências de perda e de luto vivenciadas por um grupo de escolares sobreviventes de perdas de entes queridos por morte. Considerando, também como, na percepção desses escolares, comportaram-se a família e a comunidade escolar, quando das perdas em questão. Não há pergunta de pesquisa.

MÉTODO

No método os autores explicitam que os participantes são de duas escolas públicas da região metropolitana de São Paulo, e que após a exibição coletiva dos objetivos, o pesquisador se dispôs a conversar, em particular, com todos os que manifestassem interesse na participação da pesquisa. Foi assegurado o anonimato e previsto um serviço de apoio e aconselhamento para eventual encaminhamento daqueles que, em decorrência da pesquisa ou não, apresentassem necessidade de ajuda. Não há o critério do por que os pesquisadores escolheram as duas escolas e, não há indicação de se o estudo passou por um comitê de ética.

O grupo de participantes voluntários ficou constituído por vinte e cinco adolescentes, de 13 a 18 anos, sendo dezoito participantes do sexo feminino e sete participantes do sexo masculino, provenientes de diferentes séries do ensino fundamental e médio.

O procedimento realizado pelo pesquisador foi primeiramente colher dados demográficos sobre o adolescente e suas condições de vida, e que foram anotados em uma ficha de registro e informações sobre a perda sofrida. Logo após, foi realizada uma entrevista seguindo os moldes clínicos para poder abranger todos os aspectos sobre o relacionamento pessoal do entrevistado com a pessoa falecida. Houve,ainda, uma segunda entrevista para retomar, e aprofundar, os assuntos abordados anteriormente e para realizar um fechamento por causa do tema do estudo ser delicado, e que poderia mexer emocionalmente com os entrevistados.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.7 Kb)   pdf (88.7 Kb)   docx (12.1 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com