TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Gestalt-terapia é uma abordagem que tem por objetivo a arte do contato

Por:   •  19/6/2017  •  Artigo  •  431 Palavras (2 Páginas)  •  148 Visualizações

Página 1 de 2

1 – Introdução

De acordo com Ribeiro (2007), a Gestalt-terapia é uma abordagem que tem por objetivo a arte do contato. É através deste contato, na promoção de um encontro mais rico e criativo, que o mal-estar vivido pelo cliente pode ser ampliado e transformado em novas formas de vivenciar suas experiências.

Segundo, Perls, Hefferline e Goodman (1951), as investigações psicológicas e todo o campo do saber das ciências, deve-se considerar o organismo e seu ambiente. A Gestalt-terapia tem por objeto de estudo, e por finalidade clínica, o limite, a interação entre organismo e ambiente, entendendo tal fronteira enquanto campo de presença, e identificando os comportamentos humanos como função dessa interação. Esses autores também relatam que o organismo e ambiente não são substancias distintas, antagônicas em sua natureza, como no pensamento Cartesiano, pelo contrário, fazem parte do todo organismo/ambiente. A fronteira-de-contato, onde a experiência ocorre, não separa o organismo de seu ambiente, mas sim o limita, o contém, o protege e o diferencia.

O Contato é função dessa fronteira, segundo Perls (1973) ele pode ser definido como awareness do campo ou resposta motora no campo; entendido como tipo de interação que se tem na fronteira num movimento de consciência (de) e ação (para). Perls também fala, juntamente com Hefferline e Goodman(1951), todo ato de awareness exige contato, mas nem todo contato impliquei em awareness, dessa forma, de acordo com Yontef (1993), a awareness pode ser entendida como fixação da uma gestalt, como um contato pleno; como uma integração total do campo organismo/ambiente.

Perls, Hefferline e Goodman (1951), falam que é em serviço do self, de suas dinâmicas e funções que o contato, o ajustamento criativo e a awareness são possíveis, sendo os fenômenos de empobrecimento do contato formas de inibições do sistema self. Ele o definem como um sistema complexo de contatos necessário ao ajustamento criativo e uma dinâmica de trocas energéticas entre o organismo e o meio, de modo a permitir, por um lado, a conservação de algumas formas de organização anteriores, por outro, a destruição de formas antigas e assimilação de formas novas. Eles não o entendem como uma entidade psicofísica, mas sim como um processo, como algo que se dá através de uma relação, como um acontecimento na fronteira de contato. A dinâmica de formação de gestalt é função do self, uma vez que a formação de figura dá-se no processo de contato.

No que consiste ao método fenomenológico e o self, o casal Müller Granzotto (2004, 2007a) identificam as funções e dinâmicas do self como uma sorte de espontaneidade a luz da noção de temporalidade da fenomenologia de Husser.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.7 Kb)   pdf (30.6 Kb)   docx (10.8 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com