TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O Garoto Selvagem: A Importância Das Relações Sociais E Da Educação No Processo De Desenvolvimento Humano

Monografias: O Garoto Selvagem: A Importância Das Relações Sociais E Da Educação No Processo De Desenvolvimento Humano. Pesquise 793.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  15/6/2013  •  508 Palavras (3 Páginas)  •  841 Visualizações

Página 1 de 3

O garoto selvagem: a importância das relações sociais

e da educação no processo de desenvolvimento

humano

Tatiane Marina dos Anjos Pereira*

Maria Terezinha Bellanda Galuch**

Resumo

Partindo do pressuposto de que o processo de hominização ocorre na medida em

que o indivíduo, vivendo em comunidade, se organiza sob as bases do trabalho,

submetendo-se às leis sociais e históricas, o presente estudo analisa o filme francês

O garoto selvagem (L’enfant sauvage), de 1969, cuja narrativa pauta-se na história

verídica da descoberta, em 1797, de um garoto com idade entre 11 e 12 anos, que não

demonstrava resquícios do contato com a sociedade humana. Considerando a relação

que se estabelece entre os processos de desenvolvimento e aprendizagem, configurados

numa situação incomum de total isolamento social, refletiu-se sobre as dificuldades e

os avanços relatados pelo médico Jean Marc Itard, em relação à reeducação do “garoto

selvagem”. Nesse sentido, a perspectiva histórico-cultural subsidiou a análise sobre o

papel desempenhado pela educação nos processos de hominização e desenvolvimento

cognitivo do garoto, ponderando as mudanças experimentadas por Victor, em meio

às sucessivas tentativas de socialização impetradas por seu tutor. Anseia-se, assim,

contribuir com as discussões fomentadas por autores como Banks-Leite e Galvão

(2000a; 2000b); Gonçalves e Peixoto (2001); Dias (2007); Feijó (2007), entre outros.

Palavras-chave: Desenvolvimento humano. Cultura. Educação.

* Mestre em Educação pela Universidade Estadual de Maringa (UEM/PR). Professora do

Instituto Superior de Educação do Paraná (INSEP/PR).

** Doutora em Educação, na linha de pesquisa História, Política, Sociedade, pela Pontifícia

Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP). Professora do Departamento de Teoria e

Prática da Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação Universidade Estadual

de Maringa (UEM/PR).

http://dx.doi.org/10.5007/2175-795X.2012v30n2p553

554

PERSPECTIVA, Florianópolis, v. 30, n. 2, 553-571, maio/ago. 2012 http://www.perspectiva.ufsc.br

Tatiane Marina dos Anjos Pereira e Maria Terezinha Bellanda Galuch

Introdução

Segundo Leontiev (2004), o consenso em relação à distinção entre

homens e animais ultrapassou o caráter meramente biológico para se ancorar

na compreensão do homem como “ser de natureza social”. Dessa forma, o

processo

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com