TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

TCC O PROCESSO ENSINO/APRENDIZAGEM DO ALUNO HIPERATIVO

Por:   •  23/4/2016  •  Monografia  •  7.771 Palavras (32 Páginas)  •  357 Visualizações

Página 1 de 32

O PROCESSO ENSINO/APRENDIZAGEM DO ALUNO HIPERATIVO

PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU – PROFERE EDU.

O PROCESSO ENSINO/APRENDIZAGEM DO ALUNO HIPERATIVO

Estudo de caso, como pré requisito de conclusão do curso de especialização em Psicopedagogia Clinica, Institucional e Educacional ao Instituto Pós-graduação Lato Sensu Profere Edu, orientado pela Professora Luzia França de Moraes

PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU – PROFERE EDU.

Rondonópolis/MT

2014

Angela Maria Ferron

O processo ensino/aprendizagem do aluno hiperativo.

Objetivo:

Desvelar a forma pela qual o aluno se interage com aprendizagem escolar.

Pós- graduação Lato Sensu – Profere Edu.

Especialização em Psicopedagogia Clinica, Institucional e Educacional.

Data da aprovação: _______de_________de 20___ .

_______________________________________________

Professora Orientadora: Luzia França de Moraes.

_______________________________________________

Professora Especialista

Aprovados em____/____/__________.

DEDICATÓRIA

Dedico aos familiares com carinho, pela compreensão que sempre tiveram em minha ausência.

AGRADECIMENTO

A Deus por ter me dado a oportunidade de fazer um curso de especialização, pois esse me deu direcionamento a auxiliar uma criança em seu ensino/aprendizagem.

A esta criança que é o meu melhor presente de Deus e a todos familiares e professores que acompanhou de maneira crítica, amigável não medindo esforços e dedicação para transformar minha angústia em aprendizado.

Aos professores e amigos Luzia França e Fernandes por seu carinho, dedicação e compreensão.

“Não existe ensinar sem aprender e com isto eu quero dizer mais do que diria se dissesse que o ato de ensinar exige a existência de quem ensina e de quem aprende”.

Freire (1993)

RESUMO: O presente trabalho teve como principal objetivo, analisar o conceito de hiperatividade, observar a contribuição da participação da família e dos professores na preparação e trabalho com alunos hiperativos. Este estudo foi suporte pela grande clientela em escolas, muitas vezes, os próprios familiares e professores não sabem identificar alunos hiperativos e encontram dificuldades em auxiliar e oportunizar ensino/aprendizagem, pois estes são alunos mais agitados que os demais são impacientes e tem imensa dificuldade de concentração. Todos esses fatores colaboram para identificação dessa criança desde o período pré-escolar, apesar de acontecer com maior frequência na fase escolar, muitas vezes, porque a própria família acredita que seja uma fase transitória e acabam se tornando mais tolerantes. Por outro lado, há familiares que não querem admitir que seu filho tenha comprometimento comportamental e, esta não aceitação, retarda o diagnostico e, por consequência o tratamento, fazendo com que a criança seja diagnosticada somente na idade escolar através de encaminhamento da escola para um neuropediatra. Também alerta professores, familiares quanto ao tratamento e metodologia diferenciada que devem ser oferecidas aos alunos hiperativos.

Palavras Chaves: Hiperatividade, Família, Diagnóstico, Metodologia Diferenciada, Aprendizagem.

ABSTRACT: The present work had as main objective to analyze the concept of hyperactivity, observe the contribution of family participation and teachers on preparation and work with hyperactive students. This study was supported by large clientele in schools, often their own family members and teachers do not know identify hyperactive students and encounter difficulties in aiding and encouraging teaching/learning, as these are the busiest students are impatient and have immense difficulty concentrating. All of these factors contribute to the identification of the child since the preschool period, although happen more frequently in the school stage, often because their own family believes it to be a transitional phase and ultimately becomes more tolerant. On the other hand, there are family members who don't want to admit that your child has behavioral commitment and this non-acceptance, slows the diagnosis and, consequently, the treatment, causing the child to be diagnosed only in school age through school referral to a pediatric neurologist. Also alerts teachers, family treatment and differentiated methodology that should be offered to hyperactive students.

Key Words: Hyperactivity, Family, Diagnosis, Differentiated Methodology, Learning.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (52.1 Kb)   pdf (238.4 Kb)   docx (35.6 Kb)  
Continuar por mais 31 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com