TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

ATPS Psicologia e Serviço Social II .

Por:   •  23/10/2017  •  Trabalho acadêmico  •  1.575 Palavras (7 Páginas)  •  88 Visualizações

Página 1 de 7

UNIVERSIDADE ANHANGUERA – UNIDERP

CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

SERVIÇO SOCIAL

ADRIANA JOSE SANCHES COSTA                         RA 6579329058

NIDELCE BRANDINO LEITE                                    RA 6705328991

ROSANA VAZ SENE                                                  RA 6917419005

VERA LUCIA DOS SANTOS                                     RA 6787381024

DESAFIO DE APRENDIZAGEM

Psicologia e Serviço Social II

BAURU/ SP

2014

Introdução

Essa atividade nos mostra o comportamento do homem, baseando-se no filme Tropa de Elite, relatando como suas culturas, conflitos, manifestações e grupos sociais podem influenciar na vida dos indivíduos, de uma sociedade e tem como objetivo apresentar a necessidade de uma reflexão critica sobre os acontecimentos de cunho econômico, social e psicológico que ocorrem na sociedade do ponto de vista do profissional de Serviço Social.

Justificativa

Mais um sucesso no cinema nacional, o filme Tropa de Elite atraiu milhares de brasileiros a assistirem de perto essa grande produção em sua segunda edição. É notória a preocupação que os produtores tiveram quanto à veracidade da obra, quando adverte: “Apesar de possíveis coincidências com a realidade, este filme é uma obra de ficção”. Embora notada essa preocupação, percebemos que existe uma aproximação quase que real vivenciada no dia-a-dia dos policiais pelo Brasil afora, mas em especialmente aos nobres profissionais do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) do Rio de janeiro, com isso é essencial estudar os problemas e conflitos mostrados pelo filme para que se possa efetivar conceitos e posturas de nós que desempenharemos, não só como profissional, mas com agente social ativo de intervenção e mudanças.        

Análise

Tropa de Elite expõe manifestações culturais objetivando aproximar ao máximo as cenas com a realidade, um exemplo de manifestações de protesto vista no filme foi quando a população vestida de branco e com velas nas mãos, andaram pelas ruas da favela, pedindo mais segurança por parte da policia. Polícia essa infestada pela corrupção que faz acordos com políticos corruptos, trafico de drogas e outros grupos organizados que se valem da das diferenças sociais  para se aproveitarem da classe menos favorecida, para obterem lucros sobre elas de forma abusiva e desumana.

 O filme trata especificamente de problemas sociais, onde o personagem principal retrata sua realidade cotidiana nas centenas de favelas no Rio de Janeiro, onde as facções criminosas utilizam de armas utilizadas por exércitos de vários países, numa clara evidência de risco de serem mortos em combate pelos becos das favelas. Embora o BOPE, considerada a elite da polícia carioca, invade as favelas para eliminar traficantes, mas o faz com tanta violência que inocentes também são mortos.   A classe media alta que faz trabalho social em ONGs. Ao mesmo tempo fomenta o trafico, fazendo o uso de entorpecentes e também vendendo para seus colegas de classe, desmitificando que só o jovem negro pobre e sem oportunidades de melhores condições de vida entram para o mundo do crime.                                                                                                                                                    

Isso tudo é um retrato de uma guerra urbana instaurada em várias cidades, mas não apenas nas grandes, mas também já chegaram às pequenas, onde todos estão ali para matar ou morrer e aí se valem de torturas e cometem todo tipo de atrocidades, para sobreviver. Essa violência retrata o conflito, onde há tensão entre pessoas ou grupos de pessoas quando existem tendências ou interesses incompatíveis. O mesmo só existe desde que tenha uma relação próxima entre as partes de modo a justificar o mesmo conflito. Uma característica marcante do conflito é o estado de insatisfação das partes, insatisfação essa que pode ser originária de múltiplas origens. Nesse caso é necessário que se faça uma ação conjunta e concentrada para que com a colaboração dos envolvidos, possa se atingir o objetivo comum. Há outras formas de superação de conflitos, como a submissão, que acontece quando um grupo sede às exigências do outro; onde a mediação é efetuada por um mediador, elemento neutro, que promove a comunicação das partes. Já na dominação, um grupo impõe a solução ao outro. Na negociação, implica em que as partem cedam e os grupos construam um acordo.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.9 Kb)   pdf (142.8 Kb)   docx (13.2 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com