TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

RESUMO DO TEXTO: TERRITÓRIO

Por:   •  13/12/2018  •  Resenha  •  518 Palavras (3 Páginas)  •  19 Visualizações

Página 1 de 3

Universidade do Estado do Rio Janeiro – UERJ

Faculdade de Serviço Social

Disciplina: Assistencia

Professora: Giselle Monnerat

Hugo Moraes 9º Período

RESUMO DO TEXTO: TERRITÓRIO

O texto aborda o conceito de território e como ele é usado no âmbito da assistência social, considerando o risco e a vulnerabilidade para a população, buscando a superação da fragmentação. As políticas públicas deveriam ter como recorte o território, de forma a terem uma efetividade maior, mais acertada em relação aos beneficiários. De acordo com os territórios que fossem considerados como vulneráveis, seria possível agir em relação aos riscos, se seriam tomadas medidas de mitigação, redução ou minimização destes, seja na doença, econômicos, sociais, de vida e ambientais, que estão expostos aos moradores da área específica.

O CRAS deve materializar a presença do estado nesses territórios, proporcionando a garantia de direitos, o acesso aos serviços para a população e a programação das atividades para a comunidade, atendendo as famílias em situação de vulnerabilidade.

Para Santos a analise deve ser feita através do uso do território, em vez de ser sobre o território em si. É a dinâmica social da população presente no território que faz dele objeto de analise e ação da assistência. Por isso não adianta definir somente uma área, já que o que importa são as relações de força que de desenvolvem nela.

Para Felix, as diferenças sociais só são visíveis quando o território é visto por uma ótica social, possibilitando enxergar as diferenças agudas de renda, a partir de uma coleta de dados que permite uma analise rica em informações detalhadas dos moradores de determinada região e Koga afirma que é a partir do território que se desenvolvem jogos de interesse que constroem outros territórios, que se sobrepõem entre si.

O território é subordinado ao espaço, este mais abrangente, considerado um processo de produto de relações sociais, contraditório e indissociável, tornando-o assim, não- neutro, já que nessa contradição existe o conflito de interesses e vontades políticas e é através do Estado que esses interesses são dispostos e ganham forma.

Para Santos:

O território tem que ser entendido como o território usado não o território em si. O território usado é o chão mais a identidade. A identidade é o sentimento de pertencer aquilo que nos pertence. O território é o fundamento do trabalho; o lugar da residência, das trocas materiais e espirituais e do exercício da vida. (2007, p.22)

É possível desvendar os interesses distintos dos agentes sociais ao observar o uso do território, já que esses agentes interagem e conversam entre si, caracterizando a formação dos territórios. Mas para entender é preciso não só estudar o espaço geográfico, e sim os padrões sociais históricos e culturais, em escala nacional e mundial.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.4 Kb)   pdf (40.6 Kb)   docx (11.3 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com