TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Prevenção ao uso de álcool e drogas

Por:   •  8/5/2017  •  Resenha  •  821 Palavras (4 Páginas)  •  309 Visualizações

Página 1 de 4

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS

Marcella Marinho Dutra

RESUMO CRÍTICO ANALÍTICO

LIVRO- PREVENÇÃO AO USO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS NO CONTEXTO ESCOLAR

Belo Horizonte

2017


Marcella Marinho Dutra - 2015101963

RESUMO CRÍTICO ANALÍTICO

        

Trabalho apresentado à disciplina à distância (EaD) Tópicos em enfermagem II – Prevenção ao uso de drogas, da Escola de Enfermagem da Universidade Federal   de Minas Gerais.

Belo Horizonte

2017

CAPÍTULO: “PREVENÇÃO ESCOLAR AO USO DE DROGAS POR ADOLESCENTES: INTERVENÇÕES QUE FUNCIONAM”

O presente capítulo tem, por meio de revisão da literatura, o propósito de identificar e descrever características de algumas estratégias de prevenção escolar ao uso de álcool e outras drogas na adolescência que contribuem para que as mesmas sejam efetivas. É fato que a adolescência é uma etapa da vida repleta de descobertas, incertezas, conflitos, emoções e ansiedades, na qual o indivíduo tenta deixar a infância para trás e começa a planejar seu futuro, podendo ser, assim, um momento muito confuso não somente para o adolescente como também para seus familiares. É nessa fase, em meio a todos esses desafios, que algumas pessoas experimentam drogas ilícitas, tabaco e álcool e com isso podem vir a acontecer todas as consequências negativas do abuso dessas substâncias. A prevenção é a melhor maneira para se reduzir esse consumo, sabe-se entretanto, que o simples oferecimento de informações não é suficiente para promover uma mudança comportamental, “cativando” os alunos e fazendo com que esses evitem as drogas. Percebe-se que é de suma importância que os programas de prevenção trabalhem com esses jovens aspectos relacionados ao comportamento, contribuindo para o desenvolvimento de habilidades de tomada de decisão/recusa, de maneira dinâmica, interativa (interação ativa entre os participantes por meio da troca de experiências e ideias) e não muito longa (evitar a perda de interesse do grupo). Por fim, a intervenção escolar que funciona é aquela que possui profissionais capacitados, base teórica, interatividade, considera os contextos que influenciam o adolescente, valoriza as experiências pessoais, entre outros.

CAPÍTULO: “ENSINO DE HABILIDADES DE VIDA: UMA ESTRATÉGIA DE PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE NA ADOLESCÊNCIA”

 Essa parte do livro enfatiza a importância de se instruir os jovens com as chamadas habilidades de vida, que são ferramentas importantes para um crescimento saudável, principalmente nos espaços escolares. A adolescência é um período repleto de aprendizagens e conflitos pelo qual o indivíduo passa por alterações biológicas e emocionais. É durante esse período, portanto, que deve-se valorizar a exposição do adolescente a fatores de proteção (autoestima, autonomia, sociabilidade, laços familiares afetivos) e evitar-se os fatores de risco (problemas familiares, exclusão social etc.), para que as chances do uso de drogas diminuam. Estratégias de prevenção eficazes devem envolver uma integração da família, comunidade e também da instituição escolar com o intuito de “formar” um cidadão crítico, autoconfiante, participante dos contextos sociais e que possa vir a ser um promotor de mudanças. Os programas baseados no modelo de habilidades de vida são extremamente importantes no sentido de valorizarem essa formação de juízo crítico, de cuidados com a saúde física e psicológica, podendo auxiliar na contraposição ao oferecimento de drogas. Assim, é interessante que esse modelo de Ensino de Habilidades de Vida (tomada de decisão, pensamento crítico/criativo, comunicação eficaz, empatia, resolução de problemas etc.) seja implantado também nas escolas (espaço no qual se passa grande parte da vida), onde alunos e educadores desenvolvam formas de enfrentamento de problemas, competências para resistir ao uso de drogas. É importante acrescentar que os programas de prevenção devem adequar-se as peculiaridades e realidades de cada população em que serão incrementadas.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.9 Kb)   pdf (79 Kb)   docx (15.4 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com