TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Farmacologia

Por:   •  15/5/2016  •  Trabalho acadêmico  •  4.492 Palavras (18 Páginas)  •  133 Visualizações

Página 1 de 18

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ

(UNOCHAPECÓ)

FARMACOLOGIA

 Interação entre alimentos e medicamentos

                                                                                      Karine Lazarotto                                                                                

                                                                       Farmacologia Aplicada a Nutrição                                                                       Profª: Nardeli

                                                                                                 

Chapecó- SC, novembro 2013

Exercícios sobre o livro Interações entre alimentos e Medicamentos (GOMEZ e VENTURINI, ANO).

Capítulo 2

  1. Como pode ser realizado o tratamento das úlceras pépticas, da gastrite e da esofagite de refluxo?

Úlcera: a úlcera péptica é uma lesão benigna da mucosa gástrica ou duodenal ocorrendo quando a mucosa epitelial é exposta ao ácido ou pepsina. O desequilíbrio entre a produção de muco e a secreção ácida pode resultar em lesão da mucosa, que se manifesta inicialmente como inflamação (gastrite), podendo progredir para a erosão (úlcera). O aparecimento da úlcera esta fortemente associada à presença da bactéria Heliobacter pylori, excesso de alimentos condimentados, cigarro, álcool, estresse, e o uso crônico de alguns medicamentos como aspirina, esses itens desestabilizam o muco e expõem a parede gástrica à ação do ácido clorídrico. Uma vez diagnosticada a úlcera e investigada as causas o tratamento inicial consistem em erradicar a Heliobacter pylori, pelo emprego de antibióticos, e acelerar o processo de cicatrização pelo uso de antiácidos ou antiulcerosos. Dentre os mais comumente utilizados estão os antagonistas do receptor H2 e inibidores da bomba de prótons.  Esses antiulcerosos, ao inibirem a secreção ácida, diminuem o conteúdo gástrico e reduzem também o refluxo e a azia por isso também são utilizados no tratamento da esofagite e do refluxo.

Gastrite: a gastrite diferente da úlcera é uma lesão superficial, sem erosão ou perda de sangue. A queixa comum de dor em queimação (ardência) ocorre principalmente após a ingestão de alimentos, quando há um pico de secreção ácida. Alguns pacientes fazem a associação da gastrite com a ingestão de alimentos como frutas cítricas e condimentos e para evitar a gastrite evitam esses alimentos. Independente da causa, a gastrite pode ser tratada com os mesmos medicamentos utilizados no tratamento da úlcera (antiulcerosos, antiácidos).

Esofagite de refluxo: para o tratamento São utilizados antiulcerosos que inibirem a secreção ácida, diminuem o conteúdo gástrico e reduzem também o refluxo e a azia. São utilizados também alguns antiácidos a base de sais básicos cujo mecanismo de ação é a simples neutralização do ácido secretado.  Esses antiácidos devem ser administrados logo após as refeições no momento da secreção ácida.

  1. Descreva as interações que podem ocorrer entre antiulcerosos e alimentos, e antiácidos e alimentos.

Antiulcerosos: 

A inibição da secreção gástrica por medicamentos interfere sobre a secreção do fator intrínseco, liberado junto com o HCI pelas células parietais. Sendo o fator intrínseco indispensável para a absorção da vitamina B12. Pessoas que necessitam o tratamento crônico com antagonistas de H2 e inibidores da bomba de prótons podem apresentar sintomas como fadiga, anemia, formigamento das extremidades, sendo esses associados à deficiência de vitamina B12. Portanto em alguns casos onde a alimentação com fontes como ovos, leite e derivados, frutos do mar, fígado, etc, pode ser recomendado a suplementação.

A redução da acidez gástrica por antiácidos ou antiulcerosos altera a digestão de proteínas e compromete a perfeita digestão dos alimentos, por isso a indicação desses fármacos deve ser apenas em situações específicas. Os antiácidos reduzem o conteúdo gástrico, disponibilizando menor quantidade de solução para desintegração de comprimidos e dissolução do fármaco, reduzindo a velocidade de absorção dos mesmos. A presença de alimentos pode reduzir a absorção dos derivados da cimetidina, sendo recomendada sua administração uma hora antes das refeições.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (29.3 Kb)  
Continuar por mais 17 páginas »