TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Células Cancerígenas

Por:   •  23/4/2015  •  Resenha  •  576 Palavras (3 Páginas)  •  345 Visualizações

Página 1 de 3

Câncer

Introdução

As células se multiplicam apenas o suficiente pra reconstituir o órgão com aproximadamente o mesmo tamanho que apresentava antes da lesão. Enquanto as células de organismos unicelulares competem umas com as outras, predominando as mais eficientes, nos organismos multicelulares não existe competição, mais colaboração entre as células.

As células cancerosas, no entanto não se submetem a esse esquema de cooperação, são células com o DNA danificado e que, por isso, escapam dos mecanismos de controle do ciclo celular.

Formação das células cancerosas

O câncer surge de uma única célula que sofreu mutação, multiplicou-se por mitoses e suas descendentes foram acumulando outras mutações, até dar origem a uma célula cancerosa. O acúmulo de mutações por uma célula é um processo lento, e isso, provavelmente, explica a maior incidência de câncer nas pessoas idosas.

Proliferação do câncer

A célula cancerosa prolifera muito, perde a capacidade de aderência, secreta enzimas, invadem os tecidos vizinhos, penetram nos vasos sanguíneos e linfáticos e se espalha pelo organismo se estabelecendo em locais distantes da sua origem onde produz tumores secundários, as Metástases.

Tumores malignos e benignos

Inicialmente tumor era qualquer inchaço localizado em um órgão independentemente da causa, porém, atualmente o termo é empregado para designar a proliferação celular anormal, cuja denominação correta é Neoplasia. É chamado câncer os tumores malignos, para distingui- los dos tumores benignos. A diferença entre eles é que no tumor benigno, as células permanecem localizadas prejudicando apenas o órgão onde se originou o tumor e os tecidos vizinhos, assim são geralmente curados pela cirurgia, já o tratamento cirúrgico dos tumores malignos só é eficaz se realizado antes das metástases.

A única propriedade comum a todos os cancerígenos é a capacidade de causar danos ao genoma celular.Mas a indução inicial, que danifica o DNA da célula, é complementada por outros agentes, geralmente estimuladores da multiplicação celular, o que aumenta a probabilidade de novos danos ao DNA durante as numerosas replicações.

Estudo feitos a partir de células normais transformadas em células cancerosas nas culturas, pela ação de moléculas cancerígenas, de radiação de vírus causadores de tumores. As células normais cultivadas se dividem apenas em certo número de vezes, cerca de 50-60 vezes, mas as células transformadas são imortais e se dividem indefinidamente.

Assim como existem diversos tipos de células normais existem também vários tipos de células cancerosas.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.9 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com