TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Sistemas operacionais para servidores: apresentar os principais recursos

Seminário: Sistemas operacionais para servidores: apresentar os principais recursos. Pesquise 788.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  13/6/2013  •  Seminário  •  948 Palavras (4 Páginas)  •  356 Visualizações

Página 1 de 4

1.1 Sistemas operacionais para servidores: apresentar os principais recursos

Servidor Linux

A distribuição Linux Debian é a que mais cresce no mundo cada versão (atualização) só é lançada no mercado após rigorosos testes de segurança e correções de falhas fazendo dessa uma da mais confiável e segura distribuição Linux do mundo, com maior frequência de atualizações entre outras distribuições Linux.

Características do Sistema GNU/Linux:

* É livre e desenvolvido voluntariamente por programadores experientes, hackers e contribuidores espalhados ao redor do mundo que tem como objetivo a contribuição para a melhoria e crescimento deste sistema operacional.

* Convivem sem nenhum tipo de conflito com outros sistemas operacionais (com o DOS, Windows, OS/2) no mesmo computador.

* Multitarefa real

* Multiusuário

* Suporte a nomes extensos de arquivos e diretórios (255 caracteres)

* Conectividade com outros tipos de plataformas como Apple, Sun, Macintosh, Sparc, Alpha, PowerPc, ARM, Unix, Windows, DOS, etc.

* Proteção entre processos executados na memória RAM

* Suporte a mais de 63 terminais virtuais (consoles)

* Modularização - O GNU/Linux somente carrega para a memória o que é usado durante o processamento, liberando totalmente a memória assim que o programa/dispositivo é finalizado.

* Devido a modularização, os drivers dos periféricos e recursos do sistema podem ser carregados e removidos completamente da memória RAM a qualquer momento. Os drivers (módulos) ocupam pouco espaço quando carregados na memória RAM (cerca de 6Kb paraa Placa de rede NE 2000, por exemplo)

* Não há a necessidade de se reiniciar o sistema após a modificar a configuração de qualquer periférico ou parâmetros de rede. Somente é necessário reiniciar o sistema no caso de uma instalação interna de um novo periférico, falha em algum hardware (queima do processador, placa mãe, etc.).

* Não é requerida uma licença para seu uso. O GNU/Linux é licenciado de acordo com os termos da GPL.

* Acessa corretamente discos formatados pelo DOS, Windows, Novell, OS/2, NTFS, SunOS, Amiga, Atari, Mac, etc.

* Utiliza permissões de acesso a arquivos, diretórios e programas em execução na memória RAM.

* O LINUX NÃO É VULNERÁVEL A VÍRUS! Devido a separação de privilégios entre processos e respeitadas as recomendações padrão de política de segurança e uso de contas privilegiadas (como a de root), programas como vírus tornam-se inúteis pois tem sua ação limitada pelas restrições de acesso do sistema de arquivos e execução.

* Frequentemente são criados exploits que tentam se aproveitar de falhas existentes em sistemas desatualizados e usa-las para danificar o sistema. Erroneamente este tipo de ataque é classificado como vírus por pessoas mal informadas e são resolvidas com sistemas bem mantidos. Em geral, usando uma boa distribuição que tenha um bom sistema de atualização resolvem em 99.9% os problemas com exploits. Qualquer programa (nocivo ou não) poderá alterar partes do sistema que possui permissões (será abordado como alterar permissões e tornar seu sistema mais restrito no decorrer do guia foca Linux).

* Rede TCP/IPmais rápida que no Windows e tem sua pilha constantemente melhorada. O GNU/Linux tem suporte nativo a redes TCP/IP e não depende de uma camada intermediária como o WinSock. Em acessos via modem a Internet, a velocidade de transmissão é 10% maior.

* Roda aplicações DOS através do DOSEMU, QEMU, BOCHS. Para se ter uma idéia, é

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.7 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com