TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resenha Critica o Caso Mary Caroline

Por:   •  6/1/2021  •  Relatório de pesquisa  •  653 Palavras (3 Páginas)  •  5 Visualizações

Página 1 de 3

[pic 1]

[pic 2]

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ

MBA EM GESTÃO DE PROJETOS

Resenha Crítica de Caso

Natália Eduardo de Souza

                           Trabalho da disciplina Gerenciamento de pessoas

                  Tutor: Prof. André de Jesus Menezes

Cravinhos

2020

MARY CAROLINE TILLMAN NA EGON ZEHNDER: CAÇANDO TALENTOS NO SECULO XXI

Referências: GINO, franccesca. STAATS, bradley. Mary Caroline Tillman na Egon Zehnder: caçando talentos no século XXI. Harvard Business School. Boston.

Mary Caroline Tillman, Sócia e líder da atividade de serviços financeiros global da Egon Zehnder, e por mais que soubesse que seria questionada quanto a sua colocação, faria o questionamento sobre o trabalho de planejamento e sucessão que a empresa estava realizando para a Dunnock Bank, na próxima reunião;

Embora acreditasse no potencial de Andrey Jennings e Catherine Schuyler, ela sabia que as informações de ambos não coincidiriam.

A empresa Dunnock estava à procura de três candidatos para a sucessão de CEO, que aconteceria nos próximos anos;

A EZ surgiu em 1964 e 50 anos depois tinha mais de 400 consultores e mais de 400 pesquisadores trabalhando em 68 escritórios em 41 países e se encontrava entre as cinco melhores na área de recrutamento de executivos.

A empresa desafiava certos status, com intenção de ser um parceiro estratégico de confiança na assessoria de clientes.

Em 1978 deixou de ter sócio majoritário e transformou-se em sociedade, dividida em partes iguais, entre todos os sócios, cada sócio recebendo igualmente.

O funcionamento da EZ é baseado em sete valores principais: pessoal, capacidade, colegial, focada nos clientes, comprometida com diversidade e inclusão orgulhosa de seu legado, seus consultores só seriam contratados se em seu currículo houvesse a experiência bem-sucedida de outros lugares, fazendo seus candidatos passarem por 30 a 40 entrevistas em diversos de seus escritórios, e após toda essa extensa trajetória o CEO era o último a entrevistar a pessoa, com perguntas pessoais, as quais buscava mais saber a integridade e moral da pessoa, uma vez que todas as outras entrevistas já tinham mostrado suas aptidões intelectuais. O objetivo dos contratados era ter uma carreira solida e virar sócio.

A forma de remuneração da empresa era única, tanto para sócios quanto para consultores, os bônus eram a base de desempenho. Para os sócios a remuneração consistia em salário base, bônus, dividendos e participação, e ao se aposentarem os sócios precisavam vender suas participações. Para os consultores a remuneração consistia em salário base e bônus anual, assim eram incentivados a comportamentos que ajudariam a atender aos clientes e o crescimento da empresa.

Em alto nível a EZ poderia ser definida em duas categorias: Recrutamento de executivos e Avaliação e desenvolvimento.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.2 Kb)   pdf (116.3 Kb)   docx (44.5 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com