TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Centro cultural univates, biblioteca sant antoni e aldo rossi

Por:   •  13/5/2017  •  Trabalho acadêmico  •  567 Palavras (3 Páginas)  •  512 Visualizações

Página 1 de 3

ANÁLISE CRÍTICA DAS OBRAS – RELAÇÃO COM ALDO ROSSI

Segundo Josep Maria Montaner, A arquitetura da cidade, de Aldo Rossi, entende a cidade como um bem histórico e cultural a ser preservado, ou seja, aquilo que se está projetando deve ter uma relação com seu entorno, não imediato, mas com a cidade, a história e seus precedentes. Outra teoria de Rossi mencionada por Montaner trata do tipo, da confiança na capacidade de permanência da forma, um arquétipo, um princípio lógico e imutável.

        Para Rossi, ainda, cada tipologia arquitetônica seria entendida em função da morfologia urbana daquela dada cidade. Assim, pode-se estabelecer uma relação entre o conceito de tipo e a ideia de preservação da cidade precedente. Com isso, ao analisar a Biblioteca Sant Antoni - Joan Oliver e o Centro Cultural Univates, nota-se que são obras não correspondentes: a primeira condiz com Aldo Rossi, enquanto a segunda opõe-se a ele.

        A obra do grupo RCR Architectes, localizada num bairro de usos mistos, próximo ao centro histórico de Barcelona, é resultado de um concurso, o qual, originalmente, realizaria a construção de um edifício comercial. Contudo, dada a grande atividade cultural da vizinhança, os arquitetos e a arquiteta decidiram propor o projeto de uma biblioteca, a qual resultou vencedora. Este projeto, não só se relaciona com seu contexto por sua função, mas também por sua forma.

        Em uma rua de edifícios prismáticos de baixo gabarito e geminados, a biblioteca não se desprende desse tipo. Segue a ideia de Aldo Rossi de abordagem tradicional da tipologia, e, assim, a obra parece ser uma reprodução, pelo menos em seu volume, de qualquer uma das construções de seu entorno. Destaca-se por ter uma fachada sóbria e de difícil leitura, isso é, por ser uma obra contemporânea, misteriosa e sedutora, circundada por outras, mais explícitas, de períodos anteriores. Tal qual a Biblioteca Sant Antoni, o Guggenheim de Bilbao também estabelece relações com seu contexto e é entornado por obras de outros períodos que não o contemporâneo; mas vale destacar que esse museu de Frank Gehry não pode ser associado ao tipo de Aldo Rossi.

        Já o Centro Cultural Univates, que não apresenta nenhuma relação com seu lugar, assim como o Centro Cultural Kursaal, de Rafael Moneo, pode ser aproximado a Aldo Rossi. Sobre o tipo, essas duas obras apresentam inclinações em suas formas, rompendo, assim, com tal abordagem tipológica tradicional, e caracterizando-se como obras contemporâneas.

        Pode-se facilmente afirmar que o projeto do grupo Tartan Arquitetura não pode estabelecer uma relação de concordância com os pensamentos de Aldo Rossi, pois, não dialoga de nenhuma forma com as edificações de seu entorno, nem com a história e as memórias da cidade onde se estabelece.

        Portanto, tendo que a arquitetura contemporânea pode produzir objetos de difícil leitura e objetos contrários a ideias precedentes, a Biblioteca Sant Antoni – Joan Oliver, e o Centro Cultural Univates, podem ser comparados à obra de Aldo Rossi, um por concordar com ele, e o outro por opor-se. O edifício de Barcelona leva em conta seu lugar e a história deste adotando o conceito de tipo, enquanto a construção de Lajeado ignora a cidade e “destrói” a tipologia tradicional.

[pic 1]

[pic 2][pic 3]

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.3 Kb)   pdf (506.5 Kb)   docx (468.7 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com