TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

RESENHA CRÍTICA DO TEXTO “PAISAGEM AMBIENTE: ENSAIOS”

Por:   •  14/3/2019  •  Resenha  •  352 Palavras (2 Páginas)  •  26 Visualizações

Página 1 de 2

[pic 1]

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ

CENTRO DE TECNOLOGIA-CT

DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL E ARQUITETURA

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO

DISCIPLINA: PAISAGISMO 1

YAN RANIERY DE ARAÚJO OLIVEIRA

RESENHA CRÍTICA DO TEXTO “PAISAGEM AMBIENTE: ENSAIOS”

Orientador(a): Prof(a). Dra. Wilsa Gomes Reis Lopes

TERESINA

2018.2

RESENHA CRÍTICA DO TEXTO “PAISAGEM AMBIENTE: ENSAIOS”

O autor defende que que a paisagem não é representada por um conjunto de objetos, mas do resultado das relações entre esses objetos (simbólicas, funcionais, morfológicas, culturais e ecológicas), assim como as relações destes com o sujeito.

Existe uma dificuldade no conceito da palavra paisagem, devido a existência de uma ambiguidade entre realidade geográfica e a percepção do observador. Já no senso comum ela refere-se à percepção visual a distância, na qual o observador fica fora do objeto contemplando. O conceito ultrapassa a ideia de lance de vista e chega ao nível da configuração territorial que é possível englobar com a visão.

Assim a palavra paisagem refere não apenas ao espaço físico, mas a uma apropriação peculiar do espaço, à construção de um território e de um povo, para então se tornar, a imagem desse território.

A palavra surgiu para designar uma nova percepção estética e a capacidade de apreciar e controlar. Mas é necessário distinguir, paisagem da representação pictórica ou figurativa da paisagem, desvinculando-a de sua natureza processual complexa, a qual ocorre e se explica a partir de processos sociais e naturais.

Paisagem é mais do que espaço observado, trata-se de espaço vivenciado, da sensibilidade das pessoas com seu entorno e suas características culturais e sociais, furtos da interação de múltiplos processos interdependentes. Trazendo a ideia de que paisagem abrange tanto aspectos materiais, quanto aspectos representativos.

Assim a inter-relação sociedade-natureza, não são parâmetros divergentes e nem complementares, mas uma coisa única e complexa, que não podem ser desassociadas.

Deve-se entender, que existe a passagem no domínio da natureza e no domínio da cultura, servindo de utilização das necessidades humanas atuais. Nas quais, um objeto só faz jus ao seu significado proposto pelo homem, se este estiver sendo ocupado, caso contrário passará a ser somente um objeto físico.

Discutir a paisagem é discutir como nos vimos, como vemos, como gostaríamos de ser vistos. É reconhecer antecipadamente, como seremos vistos como sociedade.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.6 Kb)   pdf (73.6 Kb)   docx (28.3 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com