TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Portfólio Individual Semestre Ciências Contábeis Unopar

Por:   •  15/5/2015  •  Trabalho acadêmico  •  3.491 Palavras (14 Páginas)  •  1.193 Visualizações

Página 1 de 14

[pic 1][pic 3][pic 4][pic 5][pic 2]

[pic 6]

[pic 7]

[pic 8]

[pic 9]

[pic 10]

[pic 11]

[pic 12]

[pic 13]

[pic 14]


SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO..........................................................................................................4

2 DESENVOLVIMENTO...............................................................................................5

3 CONSIDEREÇÕES FINAIS....................................................................................14

4 REFERÊNCIAS.......................................................................................................15



  1. INTRODUÇÃO

A ética pode ser entendida e estudada de forma isolada, bem como se estabelecer relações com outros conhecimentos e ciências. Quando se estabelecem relações, procura-se imprimir um caráter de maior aplicabilidade e mostrar que a mesma possui forte influência nos mais diferentes aspectos da vida humana, como ilustração, cita-se algumas possibilidades de contextualização da ética e suas relações com a contabilidade, economia, política, ecologia, relações do gênero, responsabilidade solidária, entre outros tantos aspectos.

É notório que as organizações, existem e sobrevivem ao longo do tempo, com o propósito de satisfazer as necessidades humanas. Uma empresa ao realizar tal atividade, oferecendo, por exemplo, produtos ou serviços, depara-se com a existência de concorrentes e por conseqüência, de produtos similares e isso significa competir, disputar clientes, sobressair e obter êxito. Embora não sendo fácil, cumpre a empresa convencer o cliente, demonstrando a ele os motivos pela qual ele deverá optar em adquirir seu produto e não o do concorrente.

A diferenciação entre os produtos pode ser feita de diversas maneiras, tais como: menor preço, melhor qualidade, valor percebido pelo consumidor, benefícios agregados, status, desejos, entre tantos outros que poderiam ser elencados.


  1. DESENVOLVIMENTO

ÉTICA NOS NEGÓCIOS

A adoção de um comportamento ético nas organizações, pautado em regras e normas de convivência pacífica, embora pareça uma questão bastante controvertida é, na visão atual da ética nos negócios, muito debatida e busca administrar o aparente conflito entre ser um modismo e necessidade.

 Na afirmação de Arruda (2001), citando como exemplo os EUA, os estudos de ética no mundo dos negócios são realizados desde os anos, e tem sido difundido ao longo dos anos, devido em grande parte pela expansão das multinacionais.

Na observação da autora, a ética nos negócios não é utópica, muito menos modismo. Ela tornou-se uma condição lógica de permanência num mundo globalizado e extremamente competitivo, onde regras e normas de convivência são estabelecidas de forma a minimizar os conflitos decorrentes de diferentes interesses e choques culturais.

A conciliação dos interesses, das crises e conflitos travados nos diversos relacionamentos (comerciais, sociais, profissionais e culturais), contribuíram para o surgimento de inúmeras regras e normas, buscando determinar uma racionalidade de mercado (SUNG e SILVA, 1995, p. 57-58), em virtude da percepção de que as regras e normas para um comportamento ético são necessárias e de grande relevância no mundo atual dos negócios.

Seu estabelecimento se deu em função dos comportamentos normalmente aceitos no meio empresarial e representam, também, um modelo ou medida da conduta necessária, demarcando os limites, situando até onde e como os empresários, profissionais e cidadãos podem agir para atingirem seus fins. Em qualquer ramo de atividade examinado, observar-se-á a existência da delimitação do agir, das regras costumeiras, que sempre serão a medida daquilo que se pode ou não praticar, do que se deve ou não fazer, para conviver pacificamente em sociedade, que Nash (2001, p. 9-13) denomina de dilemas éticos comuns.

Tendo como base para estudo a ética na profissão contábil, temos o caso da Schincariol, onde a indústria de cervejas e refrigerantes fundada em 1939 em Itu é apresentada. Afirma-se que a empresa cometeu crimes contra o governo, sonegando impostos e crescendo consideravelmente após começar a faze- lo.

A Schincariol chegou a ser a segunda maior produtora de cerveja do país, tendo mais de 7000 operários diretos e 25000 indiretos. Porém com o crescimento extraordinário em um tempo relativamente pequeno a empresa começou a ser alvo de denuncias, com dossiês comprobatórios de que estava sonegando impostos e burlando o fisco em muitos lugares, praticando assim crimes contra a ordem tributária e fraudes contábeis.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (24 Kb)   pdf (156.5 Kb)   docx (39.6 Kb)  
Continuar por mais 13 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com