TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

AÇÃO REVISIONAL DE CLAUSULA CONTRATUAL C/C TUTELA ANTECIPADA

Por:   •  24/11/2015  •  Tese  •  4.842 Palavras (20 Páginas)  •  78 Visualizações

Página 1 de 20

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA DO CÍVEL DA COMARCA DE (CIDADE)/(ESTADO).

 

 

 

NOME COMPLETO, brasileiro(a), estado civil, inscrito no CPF/MF, sob nº ..., com (endereço completo) vem, através de seu procurador, respeitosamente perante Vossa Excelência, propor

AÇÃO DE REVISÃO DE CLÁUSULA CONTRATUAL C/C REPETIÇÃO DE INDÉBITO C/C PEDIDO DE TUTELA ANTECIPADA

pelo rito ORDINÁRIO, em face de ..., com sede sito à (endereço completo), pelos motivos de fato e de direito que a seguir passa a expor para a ao final requerer:

1. PRELIMINARMENTE

1.1 DO BENEFÍCIO DA JUSTIÇA GRATUITA

Primeiramente, cabe ressaltar que o TJE/PA editou Súmula em 04.04.2012, através da Resolução nº 003/2012 GP, que assim anunciam:

JUSTIÇA GRATUITA LEI ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA Para a concessão dos Benefícios da Justiça Gratuita basta uma simples afirmação da parte declarando não poder arcar com as custas processuais, tendo em vista que a penalidade para a assertiva falsa está prevista na própria legislação que trata da matéria.

O artigo 4º, “caput”, da Lei 1.060/50 assim dispõe: “A parte gozará dos benefícios da assistência, mediante simples afirmação, na própria petição inicial, de que não está em condições de pagar as custas do processo e honorários de advogado, sem prejuízo próprio ou de sua família”.

Ademais, a Constituição Federal garante que “o Estado prestará assistência jurídica integral e gratuita aos que comprovem insuficiência de recursos” (art. 5º, LXXIV).

Desta forma, o autor declara que não possui condições financeiras de arcar com as custas processuais e honorários advocatícios, sem o prejuízo do próprio sustento e o de seus familiares, afirmando, assim, ser pobre, nos termos da Lei, motivo pelo qual requer sejam-lhe deferidos os benefícios da justiça gratuita, estabelecida pela Lei 1.060/50, alterada pela Lei nº 7.510/86.

1.2 DA ANTECIPAÇÃO DE TUTELA - DA NECESSIDADE DE CESSAR OS DESCONTOS.

Notória a necessidade de concessão de tutela antecipada, tendo em vista o preenchimento de todos os seus requisitos, uma vez que é demonstrada prova inequívoca, geradora de verossimilhança das alegações, bem como o perigo de dano grave ou de difícil reparação (Art. 273 do CPC).

De tão patente, a demonstração do preenchimento dos requisitos não comporta maiores esforços.

O preenchimento do primeiro pressuposto prova inequívoca e verossimilhança das alegações, pode ser comprovado de plano, pela via documental, sem necessidade de qualquer dilação probatória.

Tal pressuposto se encontra evidenciado por toda a documentação apresentada em anexo, demonstrando os descontos realizados na conta do Autor onde recebe seu salário.

Observa-se ainda, no presente caso, agressão frontal a direitos e garantias fundamentais assegurados pela Constituição Federal, o que, por si só, já justifica o reconhecimento da verossimilhança. Além disso, o direito do Autor encontra respaldo na jurisprudência consolidada pelo Superior Tribunal de Justiça e dos Tribunais de Justiça.

Já no tocante ao segundo requisito, perigo de dano grave ou de difícil reparação, esse mostra-se também atendido, uma vez que, havendo os descontos em decorrência de nítido contrato celebrado com altas taxas de juros e ilegais formas de cálculo, passando por situação financeira difícil, sendo necessária a vedação de possíveis descontos.

Disso resulta a necessidade de medida liminar, com a expedição de ofício ao Banco Itaú para que CESSEM os descontos na conta bancária do Autor até que esta lide chegue ao final, sob pena de pagamento no valor de R$ 1.000,00 (mil reais) por cada desconto realizado a partir da intimação da liminar concedida.

2. DOS FATOS:

O autor contraiu vários empréstimos com consignação em folha de pagamento junto à associação demandada.

Ocorre que o empréstimo, além de possuir taxa exorbitante de mais de 5% ao mês, consome 44% de seu salário base, o que o faz viver em condições sub humanas, vivendo de ajudas e compaixão de amigos e familiares.

Além disso, como pode-se observar nas planilhas anexas, os contratos citados possuem a incidência de capitalização mensal de juros, o que onerou os contratos e resultou em parcelas acima daquela estabelecida em lei.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (31.9 Kb)   pdf (198 Kb)   docx (28.3 Kb)  
Continuar por mais 19 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com