TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

SEMINÁRIO DE PRÁTICAS DE PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO: METODOLOGIA CIENTÍFICA

Por:   •  6/4/2017  •  Trabalho acadêmico  •  1.653 Palavras (7 Páginas)  •  200 Visualizações

Página 1 de 7

1° SEMINÁRIO DE PRÁTICAS DE PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO: METODOLOGIA CIENTÍFICA

FAUSTINO, Emerson S.;[1]

LIMA, Gabriel Lucas B.;[2]

       NETA, Maria das Neves L. de V.;[3]

OLIVEIRA, Leticia da S.;[4]

SILVA, Jociara O.;[5]

SILVA, Lehi Ulisses L.;[6]

SIQUEIRA, Iale Darck C.;[7]

NASCIMENTO, Vilma da c.[8]

RESUMO: Este artigo busca abordar e expor a importância da análise da Metodologia Científica no campo da pesquisa. Revela, também, a necessidade de racionalizar os métodos e os procedimentos fundamentais para uma eficiente relação entre a busca de conhecimentos e a eficácia nos resultados.  Analisaram-se os principais elementos da investigação científica que são: A identificação de questionamentos; necessidade de aprofundar os conhecimentos cientificamente; a necessidade de responder aos questionamentos; obtenção e análise de respostas baseadas em provas científicas; o estabelecimento de vereditos, tese ou leis sejam racionais ou impessoais baseadas nas provas e argumentos científicos alcançados a partir das investigações.

PALAVRAS-CHAVE: Método científico, origem, objetivos, conceitos, evolução.

  1. INTRODUÇÃO

O objetivo geral deste artigo científico foi mostrar como e porque surgiu a metodologia científica, mostrar sua evolução e evidenciar alguns conceitos importantes referentes às metodologias de pesquisa, como objetivos específicos, realizar pesquisas bibliográficas que evidenciassem conceitos fundamentais para o aprofundamento dos conhecimentos relacionados ao tema proposto, bem como refletir sobre como ela será usada no futuro.

  1. MATERIAIS E MÉTODOS

O presente artigo científico foi produzido a partir de pesquisas realizadas por fontes via internet. O método baseou-se na análise de diferentes obras comparando-as entre si até obter um contexto coerente e simplificado para a elaboração do conteúdo deste trabalho.


3. RESULTADOS E DISCUSSÕES

3.1 Surgimento

O Método Cientifico é o conjunto das normas básicas que devem ser seguidas para a produção de conhecimentos que têm o rigor da ciência, ou seja, é um método usado para a pesquisa e comprovação de um determinado conteúdo. O método científico parte da observação sistemática de fatos, seguido da realização de experiências, das deduções lógicas e da comprovação científica dos resultados obtidos. Para diversos autores o método científico é a lógica aplicada à ciência.

Foi com Roger Bacon (1214-1292) e Francis Bacon (1561-1626) que a ideia de método científico começou a surgir. Roger buscava o fim da aceitação cega de certas ideias bastante divulgadas, como as de Aristóteles que, apesar de valiosas, eram tidas como fatos, mesmo sem provas.

Já Francis Bacon, deu ao conhecimento um caráter mais funcional e afirmava que apenas a investigação científica poderia garantir o desenvolvimento do homem e o domínio do mesmo sobre a natureza.

Roger Bacon foi o responsável pelo que seria a base do empirismo, o pensamento de que a razão e o conhecimento não devem depender apenas da fé, mas também dos nossos sentidos, pois podemos aprender aquilo que tivermos experimentado. Com isso, eles separavam o caminho para o conhecimento em dois caminhos distintos: o conhecimento sobre Deus deveria continuar sendo a fé, porém o caminho do mundo terreno, substancialmente diverso do primeiro mundo místico e metafísico, deveria ser as experiências terrenas, as experiências dos sentidos. Estava derrubada a concepção medieval do mundo.

3.2. Desenvolvimento através dos tempos

O divisor de águas surgiu com a obra "Discurso do Método" de René Descartes (1596-1650) assim foral lançados, de fato, os fundamentos do método científico moderno.

Embora Descartes tenha concordado com Bacon no sentido de que a natureza deve ser entendida e modificada em favor do homem, ele discordava no sentido de que para ele os sentidos devem ser questionados e não constituem o caminho para o conhecimento verdadeiro. Segundo Descartes a única coisa da qual não se pode duvidar é o pensamento (o que o leva à máxima “cogito ergo sum” – “penso, logo existo”) que é fruto da razão, a única da qual se pode ter certeza. Estava enfim definido o método científico. Porém ele ainda receberia mais uma contribuição importante de outro grande pensador, Auguste Comte (1798-1857).

Comte em sua “Lei dos três estados” afirma que o conhecimento humano havia evoluído do estado teológico, onde o conhecimento se voltava para explicação do mundo através do divino e sobrenatural, para o estado metafísico, onde os agentes sobrenaturais do primeiro estado concebem em si mesmos os fenômenos naturais. E que este teria evoluído para um terceiro e último estado, o estado positivo, onde não mais se procuraria as causas últimas das coisas, mas as leis efetivas da natureza.

3.3 Atualidade e futuro

A Metodologia Científica enquanto disciplina acadêmica é aquela que define as regras necessárias à elaboração dos textos científicos exigidos nos cursos superiores de graduação, pós-graduação e especialização sequenciais. Quanto às normas da ABNT, a normalização é o processo de formulação e aplicação de regras para a solução ou prevenção de problemas, com a cooperação de todos os interessados, e, em particular, para a promoção da economia global.

No estabelecimento dessas regras recorre-se à tecnologia como o instrumento para estabelecer, de forma objetiva e neutra, as condições que possibilitem que o produto, projeto, processo, sistema, pessoa, bem ou serviço atendam às finalidades a que se destinam, sem se esquecer dos aspectos de segurança.

3.4. Funcionamento e Aplicabilidade

Metodologia de Pesquisa Qualitativa: Não se preocupa com relação aos números, mas sim com relação ao aprofundamento e de como ela será compreendida pelas pessoas. Os pesquisadores que utilizam este método procuram explicar o porquê das coisas, explorando o que necessita ser feito sem identificar os valores que se reprimem a prova de dados, porque os dados analisados por este método não estão baseados em números.

Metodologia de Pesquisa Quantitativa: Diferente da pesquisa qualitativa, este método busca por resultados que possam ser quantificados, pelo meio da coleta de dados sem instrumentos formais e estruturados de uma maneira mais organizada e intuitiva.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (11.7 Kb)   pdf (128.2 Kb)   docx (18.8 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com