TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

MERCADO DE CÂMBIO BRASILEIRO: O QUE A LITERATURA DIZ?

Por:   •  26/11/2015  •  Projeto de pesquisa  •  4.461 Palavras (18 Páginas)  •  125 Visualizações

Página 1 de 18

[pic 1][pic 2]

PROJETO INTERDISCIPLINAR III

ALISON DA SILVA BARBOSA

EDUARDO RIBEIRO DE OLIVEIRA

GLAUCIANE BANDEIRA DA SILVA

MERCADO DE CÂMBIO BRASILEIRO: O QUE A LITERATURA DIZ?

FORTALEZA

JUNHO – 2015[pic 3]

[pic 4]

[pic 5]

ALISON DA SILVA BARBOSA

EDUARDO RIBEIRO DE OLIVEIRA

GLAUCIANE BANDEIRA DA SILVA

MERCADO DE CÂMBIO BRASILEIRO: O QUE A LITERATURA DIZ?

Trabalho Acadêmico com vistas à obtenção de nota parcial apresentado a professora Giselle Cavalcante do curso Gestão Financeira da Faculdade Ateneu – FATE.

FORTALEZA[pic 6]

JUNHO – 2015

RESUMO[pic 7]

O propósito fundamental deste artigo consiste em analisar o mercado de câmbio brasileiro. A hipótese é que o mesmo tenha um impacto positivo no crescimento do país, devido ao fato de que o mercado de cambio proporciona que o país utilize ou não as importações e exportações que incentiva o investimento.

Será feita uma pesquisa bibliográfica e histórica em livros e artigos acadêmicos.

Palavra chave: Mercado de Câmbio.[pic 8]

[pic 9][pic 10]


1 INTRODUÇÃO

No final de 1971, o acordo de Bretton Woods chegou ao fim, encerrando um período de quase três décadas de taxas de câmbio fixas, tendo o ouro como referência. A criação de um mercado futuro de câmbio decorreu do fim dessa paridade, quando passaram a prevalecer as oscilações das taxas de câmbio. O mercado futuro de moedas foi concebido e implementado pelos consagrados economistas norte-americanos, Leo Melamed e Milton Friedman. (Edemir – Março/2007)

As negociações iniciaram-se em 16 de maio de 1972, na Chicago Mercantile Exchange (CME), com contratos sobre libra esterlina, dólar canadense, iene, marco alemão, peso mexicano, franco francês e franco suíço. No Brasil, os contratos futuros de dólar começaram a ser negociados em 1986, na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F). (Edemir – Março/2007)

A partir de 1999, com o fim do regime de câmbio administrado, o mercado de moedas no Brasil passou a apresentar livre flutuação das cotações, reduzindo a previsibilidade de comportamento da taxa, que era, até então, estabelecida pelas bandas cambiais. Como se sabe, a livre flutuação impõe riscos aos agentes econômicos, ressaltando, assim, a necessidade de utilização do mercado futuro de taxas de câmbio. Na BM&F, estão disponíveis para negociação contratos futuros de taxa de câmbio de reais por dólar e reais por euro, além de opções sobre disponível e sobre futuro de dólar. Em dezembro de 2004, a BM&F lançou a plataforma de negociação de minicontratos futuros de dólar via internet, WebTrading (WTr), por meio da qual o próprio cliente insere suas ofertas no sistema e finaliza a negociação pelo site de uma corretora de sua escolha. (Edemir – Março/2007)

Em fevereiro de 2006, a BM&F deu início às operações de compra e venda de câmbio na Roda de Dólar Pronto – mercado a vista da moeda norte-americana em pregão na Bolsa. Nos EUA, os contratos negociados na CME prevêem a possibilidade de entrega física de moedas no seu vencimento. Na BM&F, por sua vez, não é permitida a liquidação do contrato com entrega física de moedas estrangeiras. A liquidação é financeira, em reais, devido às restrições determinadas pelo regime cambial brasileiro. (Edemir – Março/2007)

Mercado de câmbio envolve as operações de compra e de venda de moeda estrangeira, “é o ambiente abstrato onde se realizam as operações de negociação de moedas estrangeiras entre os agentes autorizados pelo Banco Central”. É regulamentado e fiscalizado pelo Banco Central do Brasil. (BACEN – setembro/2014)

        Veremos como se utilizar corretamente o mercado de câmbio brasileiro, formas de compra e venda, conhecer as instituições que realizam essas operações e qual o real papel do Banco do Brasil nas transações de câmbio e comentar a valorização da moeda americana no Brasil.

        O câmbio é uma variável de ajuste, e sua desvalorização faz parte de um processo de correção de desequilíbrios, especialmente o do Balanço de Pagamentos. Com o dólar em alta, as importações tornam-se mais caras, e as exportações, mais competitivas.

A importância dessa pesquisa se dá para o conhecimento desse mercado de câmbio que é pouco conhecido da sociedade já que o mesmo está diretamente ligado a compra e venda de produtos e serviços. É justificável pesquisar, pois envolve o crescimento econômico do país.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (29.6 Kb)   pdf (174.5 Kb)   docx (35.6 Kb)  
Continuar por mais 17 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com