TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resenha Crítica - Tribunal de Nuremberg

Por:   •  14/4/2019  •  Resenha  •  750 Palavras (3 Páginas)  •  19 Visualizações

Página 1 de 3

“O TRIBUNAL DE NUREMBERG”

RESENHA

O filme inicia retratando os resultados do fim da guerra em 1945 na Europa. Ao contrário do que se imagina, o fim da guerra não trouxe paz. Trouxe desesperança e uma verdadeira população de pedintes.

No palácio de Nuremberg foram julgados os criminosos da guerra. Lá aconteceu o primeiro tribunal internacional da história a julgar crimes contra a paz mundial. O julgamento representou os esforços práticos das quatro maiores nações do mundo, com o auxílio de outras 15 em usar a lei internacional para combater a guerra agressiva.

O tribunal tinha como enfoque fazer com que a lei alcançasse os homens que tinham grande poder e que o utilizaram de forma errada.

No tribunal havia vinte homens no banco dos réus que representavam crueldade, intriga e maldade. Os seus atos banharam o mundo com sangue, incitaram o ódio e a violência dentro do mundo inteiro. A verdadeira reclamante deste tribunal foi a civilização. E apesar destes homens não enxergarem o tribunal como algo bom, ele os concedeu a oportunidade de se defenderem.

A acusação número 2 da promotoria referia-se à violação de tratados internacionais (Crimes contra a paz). A idéia disseminada era que a guerra era um instrumento útil e necessário aos Alemães. Pistolas e armas eram coisas do passado.  Só os alemães poderiam destruir os inimigos. E seu objetivo era o maior nível de controle sobre o povo alemão.

A ascensão dos Nazistas foi pautada em fraudes, mentiras e intimidações e terminou com fogo e terrorismo. No fogo estava a constituição da Alemanha e a liberdade do povo.

O fogo chegou até o Reichstag. Hitler queria usar grande propaganda, incendiou o Reichstag e usou isso como motivo para tomar o poder.

A Alemanha abandonou a Liga das nações e se rearmou secretamente. O Projeto de Rearmamento em 1934 foi posta em prática. Um ano depois renasceu as Forças Armadas da Alemanha. Depois, o serviço militar se tornou obrigatório.

Os alemães iniciaram uma guerra contra a paz. Em 1936 os nazistas enviaram novas tropas para a Renânia. O objetivo era obter a Áustria e a Checoslováquia. A expansão militar continuou pela Boémia, Moravia e chegou à Polônia em 1939. Em 1940 atingiu a Noruega, a Bélgica, a Holanda e Luxemburgo. No ano seguinte chegou à Iugoslávia.

Em 1942 os Alemães já ocupavam grande parte da Europa. O que os movia era uma ambição cada vez maior por mais e mais poder.

A URSS e os EUA tentaram conter a expansão alemã e a Alemanha pediu ajuda para o Japão e para a Itália. Com o auxílio dos novos aliados os EUA e a Bretanha foram atacados. A 2ª Guerra Mundial tomou o mundo.

As acusações de número 3 e 4 da promotoria no Tribunal de Nuremberg acusava todos os réus de cometerem crimes de guerra na Alemanha e em todos os países por ela ocupados. Os conspiradores nazistas foram acusados de cometerem crimes contra os exércitos inimigos, contra os prisioneiros de guerra e contra civis das terras ocupadas.

A promotoria tratou dos experimentos médicos nos campos de concentração; sobre a política de escravidão; sobre os idosos e deficientes, por exemplo, que eram enviados à clinicas e nunca mais voltavam, pois eram assassinados por serem inúteis ao partido nazista.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.6 Kb)   pdf (36.4 Kb)   docx (8.5 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com