TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resenha do filme A Menina que Roubava Livros

Por:   •  7/2/2017  •  Resenha  •  858 Palavras (4 Páginas)  •  8.635 Visualizações

Página 1 de 4

Resenha: A Menina que Roubava Livros

O filme “A Menina que Roubava Livros” é uma adaptação do livro de mesmo nome, de Markus Zusak. A obra é focada em Liesel Meminger, uma criança adotada por um casal alemã, que acabara de perder o irmão mais novo. Em sua nova família, ela precisa enfrentar o luto e a saudade de seu irmão e mãe biológica, ao mesmo tempo em que necessita sobreviver em meio a novas pessoas e a 2ª Guerra Mundial.

O principal problema tratado no filme é a existência da Alemanha nazista, controlada por Adolf Hitler, que persegue seus opositores, os não-alemães e os judeus, além de censurar livros e obrigar parte da população a batalhar nas guerras. Liesel consegue observar, e vivenciar de perto todos esses fatores, seja na tentativa de esconder um judeu, na difícil tarefa de encontrar um livro, ou ainda no recrutamento de seu pai adotivo, Hans, para a guerra.

O começo da trama é marcado pela morte de seu irmão e à chegada de Liesel à Alemanha. Em sua nova casa, ela possui dificuldades em se comunicar com seus pais adotivos, mas aos poucos eles estabelecem uma relação. Hans e Liesel ficam mais próximos à medida que ele a ensina a ler, e juntos passam a aprimorar sua leitura e a construir um dicionário. Na escola, Liesel também possui dificuldades em se socializar, a não ser pela sua amizade com Rudy, um de seus vizinhos, com quem passa a maior parte do tempo.

Em meio as dificuldades proporcionadas pela 2ª Guerra Mundial, apenas Rosa, mãe adotiva de Liesel, trabalha para manter a casa. Para ajudá-la Liesel vai entregar as roupas engomadas de sua mãe na casa do prefeito, onde conhece sua esposa, cuja a apresenta sua enorme biblioteca. Ela passa a visita-la frequentemente, mas ao prefeito descobrir, expulsa a garota de casa e dispensa o trabalho de sua mãe. Em meio a essas dificuldades econômicas, ainda surge um outro problema, Max, filho de um amigo de guerra de Hans, chega à sua casa e lhe pede abrigo, por ser um judeu tem de se esconder das autoridades. Devido sua paixão pela leitura, ele e a garota, logo se aproximam, leem juntos livros, que segundo Liesel são “pegados emprestado” da casa do prefeito.

Depois de várias noites frias no porão, Max adoece, e como se não bastasse Hans é recrutado para o exército alemão, sua filha e esposa ficam desamparadas, mas continuam em sua tentativa de sobreviver. Liesel continua a ler para Max, esperando que um dia ele acorde para que o façam juntos. Ela e Rudy, ambos com os pais no exército, não se separam, até mesmo quando sua cidade é alvo de ataques aéreos e eles necessitam se abrigar. Passados alguns meses, Hans retorna da guerra e Max melhora, como acha que está prejudicando a família o judeu decide ir embora. Ao final, acontece um novo ataque aéreo, dessa vez sem avisos prévios, a família de Liesel, que estava sem proteção morre, junto a Rudy, restando apenas ela para dar continuidade a história.

O filme em si trata-se de uma história sobre a 2ª Guerra, mas volta-se principalmente para um drama familiar. Muitos aspectos sobre a Alemanha nazista são observados, mas os aspectos mais “obscuros” são deixados de lado, sem deixar muito explícito a crueldade presente em Adolf Hitler, nem o ódio dos personagens por ele, demostrando que não foram tomados muitos riscos quanto a produção. Ao desenvolvimento da trama, é perceptível que o começo tem um ritmo mais lento, deixando os principais acontecimentos da metade ao final do filme.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.1 Kb)   pdf (72.5 Kb)   docx (12.2 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com