TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

As Fases Do Desenvolvimento Infantil Segundo Jean Piaget

Artigo: As Fases Do Desenvolvimento Infantil Segundo Jean Piaget. Pesquise 785.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  30/9/2013  •  985 Palavras (4 Páginas)  •  2.059 Visualizações

Página 1 de 4

Universidade Paulista

Paula dos Santos Silva

As Fases do Desenvolvimento Infantil Segundo Jean Piaget

Santos – SP

2013

Introdução

Neste primeiro semestre do curso de Pedagogia foi proposto, pela professora Maria da Graça trabalhar o seguinte tema: As fases do desenvolvimento infantil segundo Jean Piaget.

Nesta pesquisa será utilizada a própria biografia de Jean Piaget onde sera abordado os quatro períodos e processo de desenvolvimento cognitivo da criança, de acordo com Piaget, que são: Estágio sensório-motor (até 0 a 2 anos); Estágio pré-operatório (dos dois aos 6/7 anos); Estágio operatório concreto (dos 6/7 aos 11/12 anos) e Estágio das operações formais (dos 11/12 até a vida adulta).

O principal objetivo da pesquisa é conhecer e trabalhar o desenvolvimento da criança desde o nascimento até a fase da adolescência.

Desenvolvimento

Jean Piaget

Jean Piaget nasceu em 9 de agosto de 1896 em Neuchatel na suíça e faleceu em Genebra em 17 de setembro de 1980. Estudou biologia e em 1921 passa a dirigir o instituto Jean Jacques Rousseau em Genebra onde realizou pesquisas e descobriu que aprendizado era um processo gradual no qual a criança se capacita em sequencias logicas.

Após casar-se com Valentine, teve três filhas e passa a observa-la realizando pesquisas empíricas, onde desenvolve o método clinico piagetiano, e nessa teoria conclui que os seres humanos passam por mudanças e às denominam por estágios e períodos de desenvolvimento na qual denomina por Teoria Cognitiva.

Piaget mostra que cada estágio tem características diferentes, nesses estágios o individuo interage, organiza e se adapta com a realidade, essa a é a teoria do desenvolvimento intelectual por estágios, onde Piaget divide em quatro períodos o processo de desenvolvimento cognitivo da criança: 1º Estágio sensório-motor (até dois anos), 2º Estágio pré-operatório (dos dois aos 6/7 anos), 3º Estágio operatório concreto (dos 6/7 aos 11/12 anos) e 4º Estágio das operações formais (dos 11/12 até a vida adulta).

A Teoria Cognitiva de Jean Piaget

Depois de observar seus próprios filhos e outras crianças Piaget conclui que elas passam por quatro estágios de desenvolvimento cognitivo, esses estágios são as explicações de cada processo e característica que a criança evolui ao longo do seu desenvolvimento até a adolescência.

Estágios do Desenvolvimento cognitivo da criança

Segundo Jean Piaget

1º Estágio sensório-motor (até dois anos).

É a fase que corresponde ao nascimento ate os dois anos de idade, quando o bebe adquiri conhecimentos por meios sensoriais, desenvolve controle motor a partir de reflexos, assimilando assim o meio em que vive, e aprende a se locomover, engatinhar, andar.

Com dois anos começa a entender um pouco o que falamos, emite sons e repetem, suas ações motoras estão mais desenvolvidas, consegue correr, chutar, puxar, tem percepção de movimentos.

Exemplos:

• A exploração manual e visual do ambiente;

• Ações como agarrar, sugar, atirar, bater e chutar;

• A coordenação das ações proporciona o surgimento do pensamento;

• A centralização no próprio corpo;

• A noção de permanência do objeto;

2º Estágio pré-operatório (dos dois aos 6/7 anos)

No segundo estágio a criança desenvolve a linguagem oral, desenvolve pensamentos, passam a usar um esquema representativo ou simbólico, substituem ações, objetos e pessoas por símbolos que são as palavras, reconhecem lugares, pessoas e grava imagens.

Exemplos:

• Inteligência simbólica;

• O pensamento egocêntrico, intuitivo e mágico;

• A centralização (apenas um aspecto de determinada situação é considerado);

• A confusão entre aparência e realidade;

• Ausência da noção de reversibilidade;

• O raciocínio transdutor (aplicação de uma mesma explicação a situações parecidas);

• A característica do animismo (vida a seres inanimados);

• Não aceita a ideia do acaso e tudo deve ter uma explicação (é fase dos "por quês");

• Domínio da linguagem;

• Brincadeiras individualizadas, limitação em se colocar no lugar dos outros.;

• Possibilidade da moral da obediência, isto é, que o certo e o errado são aquilo que dizem os adultos;

• Coordenação motora fina.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.4 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com