TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Lean Manufacturing

Casos: Lean Manufacturing. Pesquise 804.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  5/12/2013  •  1.453 Palavras (6 Páginas)  •  492 Visualizações

Página 1 de 6

O Que é Lean Manufacturing ou Produção enxuta?

É o Sistema Toyota de Produção que surgiu no Japão, na fábrica de automóveis Toyota, logo após a Segunda Guerra Mundial a criação desse sistema se deve ao fundador da Toyota e mestre de invenções, Sakichi Toyoda, seu filho Kiichiro Toyoda, primo de Eiji Toyoda e o engenheiro chefe da Toyota Motors Company, o chinês Taiichi Ohno,o sistema objetiva aumentar a eficiência da produção pela eliminação contínua de desperdícios,pois naquela época a indústria japonesa tinha uma produtividade muito baixa e uma enorme falta de recursos, o que a impedia de adotar o modelo da produção em massa (produção em larga escala) desenvolvido por Frederick Taylor e Henry Ford, Já no Sistema Toyota de Produção os lotes de produção são pequenos, permitindo uma maior variedade de produtos,e qualidade extrema.

A base de sustentação do Sistema Toyota de Produção é a absoluta eliminação do desperdício e um dos pilares necessários à sustentação é o just-in-time.

Os 7 desperdícios que o sistema visa a eliminar:

1. Superprodução – Produzir mais, e antes do necessário, gera um excesso de produtos

aumentando o inventário;

2. Esperas – Sempre que os operadores ou máquinas estão à espera de algo que

viabilize a produção;

3. Transporte – Movimentos desnecessários de material;

4. Retrabalho – Operações extra de reprocessamento devido a defeitos, excesso de

produção ou excesso de inventário;

5. Inventário – Todo o material produzido, matéria-prima e stocks existentes no meio da

linha produtiva que não foi pedido pelo cliente;

6. Movimento – Movimentos desnecessários por parte dos operadores,

devido ao layout das próprias empresas, defeitos, reprocessamento, superprodução

ou excesso de inventário;

7. Defeitos – Produtos finais que não estão com as especificações pretendidas pelo

cliente;

Eliminando esses desperdícios, a qualidade melhora e o tempo e custo de produção diminuem. As ferramentas "lean" incluem processos contínuos de análise (kaizen), produção "pull" (no sentido de kanban) e elementos/processos à prova de falhas (Poka-Yoke).

Um aspecto crucial é que a maioria dos custos são calculados na fase de projeto de um produto. Um engenheiro especificará materiais e processos conhecidos e custos às custas de outros processos baratos e eficientes. Isto reduz os riscos do projeto. As empresas que seguem essa metodologia desenvolvem e reencaminham folhas de verificação para validar o projeto do produto.

Os pontos-chave do lean manufacturing são:

• Qualidade total imediata - ir em busca do "zero defeito", e detecção e solução dos problemas em sua origem.

• Minimização do desperdício - eliminação de todas as atividades que não têm valor agregado e redes de segurança, otimização do uso dos recursos escassos (capital, pessoas e espaço).

• Melhoria contínua - redução de custos, melhoria da qualidade, aumento da produtividade e compartilhamento da informação

• Processos "pull" - os produtos são retirados pelo cliente final, e não empurrados para o fim da cadeia de produção.

• Flexibilidade - produzir rapidamente diferentes lotes de grande variedade de produtos, sem comprometer a eficiência devido a volumes menores de produção.

• Construção e manutenção de uma relação a longo prazo com os fornecedores tomando acordos para compartilhar o risco, os custos e a informação.

Lean é basicamente tudo o que concerne a obteção de materiais corretos, no local correto, na quantidade correta, minimizando o desperdício, sendo flexível e aberto a mudanças.

Just-in-Time

Quando falamos de Sistema Toyota de Produção, deve ser importante associar este conceito, como visto anteriormente á redução de desperdício,eliminação de estoque, e redução dos custos.

Uma feramenta que auxilia em tornar estes pensamentos em realidade é o Just-in-Time que tem como foco manter somente os estoque necessario,e a qualidade tão alta que o nivel de defeitos é quase zero.

Ferramentas do STP

- Mapeamento do fluxo de valor:ultiliza simbolos gráficos para apresentar visualmente o movimento das informações,os materiais em si e as ações dos fluxo da empresa,tem-se como fluxo de valor, todas as atividades da empresa, que agregam ou não agregam valor,para produzir e entregar o produto final ao seu destinom, o cliente.

- Métricas lean;servem para quantificar como os resultados da empresa podem ser classificados. Essas medidas podem ajudar a indentificar metas que a empresa deve atingir. E assim,poder entregar um projeto ao seu cliente com mais rapidez e um nivel de eficiência elevado.

- Kaizen:esta ferramenta ajuda a empresa a garantir melhorias rápidas, de uma forma organizada e garantindo o envolvimento da organização toda.geralmente o grupo de pessoas responsaveis pelo Kaizen, é formado por colaboradores com funções diferentes dentro da empresa.

- Kanban:é uma outra ferramenta do STP usada para sinalizar, no sistema de produção, itens a seremretirados, ou dá intruções para a produção.

O mais comun e mais conhecido são os cartões Kanban (geralmente são simples cartões de papelão que contem informações)

- Patronização:é um fator muito importante para o metodo Lean/STP.Ela define os procedimentos para a execução das tarefas, de modo que diminua o tempo de trabalho dos operarios, pois eles já têm um roteiro do que devem fazer.

Com isso, há uma redução nos custos, e uma melhora na qualidade e no cumprimento de prazos.A padronização foi um veiculo chave para consolidação do movimento japonês da qualidade.

- 5S; pode ser considerado o pilar do STP. Seu objetivo é manter o local de trabalho limpo

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.8 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com