TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Mapa Conceitual LDB 9394/96 Artigo 62

Por:   •  23/4/2013  •  2.142 Palavras (9 Páginas)  •  1.710 Visualizações

Página 1 de 9

UNIVERSIDADE ANHANGUERA – UNIDERP

CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

CURSO DE PEDAGOGIA

Projeto Multidisciplinar

Adriana Lucia Oliveira da Silva RA: 2326413005

Andrea Cristina Cruz RA: 2320375591

Angelita aparecida da Silva RA: 2301302026

Isabel Cristina Gonçalves Dias Morillo RA: 2307357888

Magali Gomes Riso RA: 2304295442

Atividade Prática Supervisionada (ATPS) entregue como requisito para conclusão da disciplina “Projeto Multidisciplinar II”, sob orientação do professor-tutor a distância Rita de Cássia Medeiros Gomes

Santo André

2012

A Importância do jogos e das brincadeiras na Educação Infantil

O brincar é um direito da criança e este direito é reconhecido em declarações,

convenções e leis, como mostram a Convenção sobre os Direitos da Criança de 1989, adotada

pela Assembleia das Nações Unidas, a Constituição Brasileira de 1988 e o Estatuto da Criança

e do Adolescente de 1990. Todos são conquistas importantes, que colocam a ação de brincar

como prioridade, sendo direito da criança e dever do Estado, da família e da sociedade. Essa é

uma questão legal e aceita por todos. Porém muitas crianças não brincam, enquanto outras

brincam pouco. E as razões desse não brincar se manifesta de diversas formas.

Muitas crianças perdem o direito de brincar nos primeiros anos de sua infância por

deficiência física ou mental, ou por estarem hospitalizadas e há outras ainda, que trabalham

para ajudar os mais velhos no sustento da família, e outros motivos que levam o “furto” da

infância e o direito do brincar.

A ausência do brinquedo, entretanto, não as impede de brincar, pois elas usam a

imaginação. Contudo, sabemos que o brinquedo é um suporte material que facilita o ato de

brincar.ir um papel na sociedade, precisa brincar assumindo papéis reais como mamãe, professora, papai, etc.

O brinquedo tem uma intrínseca relação com o desenvolvimento da criança, pois é ele que proporciona o maior avanço na capacidade cognitiva dela, fazendo com que ela possa se apropriar do mundo real, dominando conhecimentos, relacionando-se e integrando-se culturalmente.

Brincando a criança desenvolve potencialidades; ela compara, analisa, nomeia, mede, associa, calcula, classifica, compõe, conceitua e cria. O brinquedo e a brincadeira traduzem o mundo para a realidade infantil, possibilitando a criança a desenvolver a sua inteligência, sua sensibilidade, habilidades e criatividade, além de aprender a socializar-se com outras crianças e com os adulto.

Brincar é uma necessidade básica assim como é a nutrição, a saúde, a habitação e a educação;

• Brincar ajuda a criança no seu desenvolvimento físico, afetivo, intelectual e social, pois, através das atividades lúdicas, a criança forma conceitos, relaciona ideias, estabelece relações lógicas, desenvolve a expressão oral e corporal, reforça habilidades sociais, reduz a agressividade, integra-se na sociedade e constrói seu próprio conhecimento

• que é muito importante a brincadeira na vida da criança, pois ajuda no seu desenvolvimento integral e na sua interação social.

• É no brincar que a criança aprende a agir numa esfera cognitiva que depende de motivações internas, ou seja, muitas vezes um objeto tem maior força motivadora que um brinquedo, por exemplo: uma folha de árvore pode se tornar dinheiro ou, até mesmo, comidinha.

• Enquanto a criança brinca, ela vai compreendendo, a sua maneira, o que faz parte desse mundo, esforçando-se para agir como adulto.

• Essas ações fazem com que a

...

Baixar como (para membros premium)  txt (14.1 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »