TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

UMA ABORDAGEM INTEGRADA DA APRENDIZAGEM

Trabalho Escolar: UMA ABORDAGEM INTEGRADA DA APRENDIZAGEM. Pesquise 812.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  6/5/2013  •  1.403 Palavras (6 Páginas)  •  573 Visualizações

Página 1 de 6

Ao integrarmos experiências científicas com outras áreas do currículo, ajudamos as crianças a aumentarem seu desempenho mental. À medida que enriquecemos a variedade de conexões e relações entre diferentes estilos de aprendizagem, associação e aplicação de informações, as crianças formam vias neurológicas mais sofisticadas em seus cérebros, aumentando a retenção de conceitos. Crianças com talentos intelectuais diferentes podem encontrar vias de aprendizagem mais significativas e emocionalmente satisfatórias. Ao permitirmos que elas percebam conceitos mais abstratos, funcionando na realidade de seu mundo familiar, forja-se outro elo significativo de aprendizagem. Daí a razão para a sugestão de uma variedade de extensões enriquecedoras a cada um dos principais tópicos científicos. Cada uma das oportunidades de aprendizagem descritas nos parágrafos a seguir relaciona-se com uma ou mais formas de inteligência identificadas por Gardner. O efeito acha-se diagramado na Figura 1.1.

As atividades matemáticas são parte integrante de toda a ciência, uma vez que oferecem vias de quantificação e registro das observações. Algumas atividades matemáticas sugeridas são partes necessárias de uma experiência científica. Outras utilizam temas científicos para oferecer um contexto novo ao uso das habilidades matemáticas. Tanto o raciocínio quantificador quanto o numérico dependem da inteligência lógico-matemática identificada por Gardner.

A música pode fortalecer a compreensão científica de várias formas. A melodia pode evocar sensações positivas acerca dos conceitos. As letras podem utilizar idéias reais ou metáforas para intensificar as lembranças. O ritmo reforça as idéias da canção, através de padrões repetitivos. Ouvir, por si só, constitui um sistema sensorial que evoca fortes lembranças. À medida que as canções passam pela mente das crianças, elas são lembradas das idéias expressas nas letras. Melodias, letras e ritmos interessantes são comumente usados para lembrar os consumidores de comprarem os produtos, uma vez que são indicadores poderosos da memória. Canções e baladas foram utilizadas para educar durante séculos, até que surgiram os livros e as escolas. A relação com a inteligência musical pode facilitar a aprendizagem e torná-la mais permanente. Já foram constatadas melhoras no raciocínio espaço-temporal em crianças de pré-escola que podiam contar regularmente com um treinamento com teclado e canções, nos padrões de ritmo e melodia. O raciocínio espaço-temporal é uma base para as ciências e a matemática (Rauscher,1997).

Os elos com a literatura ampliam os conceitos científicos, associando-os à linguagem e imagens vívidas, sejam metáforas ou narrativas. Mesmo que incidentalmente envoltas em ficção ou apresentadas como temas científicos de histórias e poemas com base nas ciências, as idéias científicas ficam emocionalmente registradas nas mentes infantis, à medida que as crianças encontram conhecimentos familiares em situações novas. Encorajar as crianças a escreverem ou a contarem suas próprias histórias e poemas promove a síntese criativa de fatos, fantasia e sentimentos que utilizam a inteligência lingüística. Crianças em idade pré-escolar também gostam de atividades que envolvam os membros superiores, que incorporem a forma de inteligência cinestésico-corporal à aprendizagem das ciências.

As atividades artísticas são sugeridas como forma de estimular as expressões intuitivas e criativas das idéias infantis. São deliberadamente de final livre para encorajar as interpretações pessoais dos eventos científicos. Enquanto as crianças desenham, pintam e modelam para representar o que aprenderam, envolvem a inteligência cinestésico-corporal. Algumas das sugestões artísticas incorporam materiais utilizados nas experiências científicas, o que estimula o pensamento divergente, já que as crianças inventam novas formas de utilização dos materiais. Projetos de fabricação manual de objetos que exigem o atendimento a instruções para se chegar a um determinado produto final não são sugeridos como atividades artísticas.

Situações de dramatização permitem que as crianças testem e apliquem as idéias científicas, usando a imaginação. Sugere-se duas formas de jogo dramático: idéias de drama criativo para uma dramatização orientada e improvisada de histórias conhecidas e temas para uma dramatização espontânea para a qual são oferecidas algumas propostas de modo a estimular as próprias idéias de dramatização das crianças. Barbara Biber (1979) lembra-nos de que a dramatização vem sendo entendida corno urna forma válida de aprendizagem desde os dias pioneiros da educação infantil, há 75 anos: "Foi encarado como um meio para aprofundar insights, integrar conhecimentos e encontrar identificação em nível pessoal". Pesquisas posteriores mostraram que dramatizações simples e espontâneas e ciência são aspectos complementares da solução de problemas. A ciência proporciona a estrutura às atividades, ao passo que as dramatizações encorajam comportamentos criativos e atitudes positivas em prol da solução de problemas (Wolfe,Curnrnins & Myers, 1998). Todavia, é importante que se ressalte que todo jogo dramático perde seu valor como uma atividade relaxante e prazerosa se os adultos ficam por perto, sempre prontos a capitalizar esses momentos em "momentos de aprendizagem". O jogo dramático pode utilizar formas de inteligência linguistica, espacial, cinestésico-corporal e interpessoal.

O movimento criativo é uma maneira relaxante e agradável de aumentar a compreensão de conceitos e fortalecer a retenção das informações. A codificação física (formação de vias neuroniais) ocorre à medida que idéias abstratas são intuitivamente traduzidas em movimentos físicos concretos. A expressão espontânea através do movimento requer a inteligência espacial e a cinestésico-corporal; às vezes, incorpora as inteligências musical e interpessoal (Pica,1997).

O pensamento

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.9 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com