TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resenha do paulo freire

Por:   •  1/6/2015  •  Resenha  •  562 Palavras (3 Páginas)  •  177 Visualizações

Página 1 de 3

Freire, Paulo o mais célebre educador brasileiro, nasceu em 19 de setembro de 1921 na cidade de Recife no Brasil e faleceu em 2 de maio de 1997 na cidade de São Paulo/Brasil. Ficou conhecido internacionalmente pelo método de alfabetização de adultos que leva seu nome. Seu maior objetivo é de conscientizar o aluno, e o objetivo da escola ensinar o aluno a "ler o mundo" para poder transformá-lo.

O autor escreveu o livro Pedagogia da Autonomia onde destaca a necessidade do respeito, compreensão, humildade e o equilíbrio das relações entre os educadores e educandos em seus métodos de ensino.

Não há docência sem discência

Neste capítulo o autor crítica as formas de ensino tradicionais e traz como ideia principal a conscientização de que podemos e devemos aprender enquanto se ensina, ele também aborda a importância desse aprendizado na construção do saber. E que através desse processo de aprender do docente, poderá gerar nos alunos uma curiosidade crescente e essencial para a sua formação.

Paulo Freire traz alguns saberes considerados essenciais para o trabalho docente. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para constatar, constatando, intervenho, intervindo, educo. A escola deve respeitar os saberes com que os educando, sobretudo os das classes populares, chegam a ela. E que a reflexão deve estar presente tanto na formação do profissional, e na prática educativa critica. Através dessa reflexão ele nos leva a fazer um equilíbrio entre a teoria e a prática, para que o conteúdo escolar cheguem as classes populares de forma adequada e consciente e estimulando em cada aluno um pensamento crítico.

O individuo seja ele educador ou educando, deve estar aberto ao aprendizado durante o seu percurso de vida, e o pensar certo é fundamental para a sua prática e formação docente, pois não se encontra nos guias de professores e muito menos é presente dos deuses. O educador também deve saber partilhar suas experiências com os alunos, pois  as vivências dos mesmos merecem respeito

Ensinar é uma especificidade humana

No último capitulo deste livro o autor destaca dois temas que foi introduzido no seu discurso anterior. O primeiro é a afirmação e segurança que o professor demonstram no exercício da sua profissão. E o segundo são outros saberes que visam o comprometimento para a formação dos docentes que estão envolvidos na educação.

Educar não é a mera transferência de conhecimento, mas sim conscientização e testemunho de vida, e dos temas que ele está abordando o mais importante é o poder que nos temos ao saber escutar e dialogar em uma relação humana em geral, que se eu não sei ouvir como é que eu vou me abrir para as novas ideias. Sendo assim ele defende que o saber ouvir aproxima as pessoas e o seu desenvolvimento de forma natural com respeito e criticidade.

Análise

        Paulo Freire diz continuamente em seu livro que a ideia de ensinar não é mera transferência de conhecimento, e que o ser humano precisa ser estimulado no seu aprendizado e que seu testemunho de vida vai revelar sua capacidade de compreender e expressar tudo que lhe foi ensinado. Sendo um ser ético e responsável que não abre mão do sonho, do rigor, da seriedade, e da simplicidade e da competência profissional.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.5 Kb)   pdf (57.7 Kb)   docx (11.4 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com