TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A terapia ocupacional

Por:   •  1/12/2015  •  Trabalho acadêmico  •  537 Palavras (3 Páginas)  •  413 Visualizações

Página 1 de 3

[pic 1]

UNIVERSIDADE CEUMA

CURSO DE TERAPIA OCUPACIONAL

DISCENTE: NATÁLIA SANTOS CPD: 13934

PROFESSORA: ALESSANDRA MACÊDO

DISCIPLINA: ART IV

A IMPORTÂNCIA DA ANÁLISE DA ATIVIDADE PARA O PLANO TERAPÊUTICO OCUPACIONAL

                                                                                                                               

SÃO LUÍS

2014


 

A IMPORTÂNCIA DA ANÁLISE DA ATIVIDADE PARA O PLANO TERAPÊUTICO OCUPACIONAL

  A análise da atividade tem um papel central na prática do terapeuta ocupacional. É o instrumento terapêutico, que seleciona, analisa e adapta a atividade a cada indivíduo e situação, dividindo-a em fases (ênfase da tarefa, ênfase da teoria e ênfase individual.), observando e determinando os aspectos motores, psíquicos, sensório-perceptivos, socioculturais, cognitivos e funcionais necessários à realização da mesma. Sendo assim, através desta, nós terapeutas podemos estar programando os objetivos de tratamento. [pic 2]

     A análise da atividade funciona como uma forma privilegiada das ações dos terapeutas ocupacionais e constitui o elemento orientador na construção do processo Terapêutico estabelecendo uma relação entre a realização de atividades e a construção do cotidiano. O que torna a atividade situada e significante é a ação dos sujeitos ao realizá-la, percebê-la, vivenciá-la e interpretá-la.

     O terapeuta ocupacional deve adaptar e graduar a atividade quando as habilidades, as necessidades específicas e as destrezas dos pacientes já estão determinadas, porém, dependendo, sempre, da capacidade funcional dos mesmos.

      Podemos pensar que quando nós, terapeutas ocupacionais, buscamos intervir nos processos de saúde através da realização de atividades, estamos visando à independência, a autonomia, o bem estar, a autoestima, habilidades e potencialidades de cada sujeito.  Estamos ainda, proporcionando a potencialização da comunicação, troca de informações, participação do sujeito no mundo e o enfrentamento de problemas. As realizações da atividade promove mudança de atitude, pensamentos e sentimentos. Rompe com o isolamento e a invalidação dos sujeitos. É possível através das atividades a criação de novas possibilidades e necessidades de intervenção.

     É no plano Terapêutico que o TO deve ter um olhar para a atividade de como esta propicia a ocorrência de transformação para o paciente, de como o paciente se integra na atividade, como a atividade pode favorecer o desempenho e melhorar a sua capacidade funcional.

     Os Terapeutas se baseiam, por meio da análise da atividade, para a avaliação e reabilitação do paciente sendo necessário que estes devam possuir um vasto conhecimento de atividades e de como adaptá-las, uma vez que os déficits da clientela são variados e que elas são a ferramenta, exclusiva, da prática terapêutica ocupacional.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3 Kb)   pdf (79.2 Kb)   docx (51.4 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com