TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

RESENHA Do Filme "leões Cordeiros"

Por:   •  5/12/2012  •  508 Palavras (3 Páginas)  •  1.228 Visualizações

Página 1 de 3

R E S E N H A

São Paulo

2009

Esse filme, com narrativa linear, do ator/diretor norte-americano Robert Redford chama-se, no original Lions for Lambs, o que quer dizer Leões por Cordeiros. A intenção foi passar a idéia que leões se passam por cordeiros quando da 1ª Guerra Mundial, ou seja, os soldados ingleses eram leões comandados por cordeiros. Tom Cruise interpreta um ambicioso senador - mas, carismático candidato à presidência dos Estados Unidos da América (EUA) - que “intimida” a jornalista Meryl Streep em seu gabinete para divulgar a nova ofensiva americana no Afeganistão. Já Robert Redford vive o papel de um professor idealista que também intimida estudantes a não desistirem de um ideal de vida - o professor acredita que a toda situação crítica política do mundo se deve à alienação das pessoas - e, dois estudantes, um negro e um hispano - dois lados opostos da sociedade norte-americana - que se alistaram para lutar na guerra e caem em uma armadilha preparada pelo senador Cruise e pelo alto comando do Exército. O que se discute no filme é a ambição pelo poder e a responsabilidade da imprensa no caso Cruise/Streep, o idealismo versus pragmatismo do embate Redford/Andrew Garfield (que faz o estudante) e o fatídico engano dos dois soldados que acreditam que o comprometimento, no campo de batalha iria trazer uma nova consciência nos EUA. Robert Redford, Meryl Streep e Tom Cruise passam uma história vivida a três que pode ser traduzida em um conflito pode ocorre no interior de cada ser humano quando este enfrenta as consequências de assumir uma posição diante de algum acontecimento importante e decisivo. A história gira em torno do “eterno” conflito entre EUA e oriente médio. A trama mostra quatro perspectivas: a da força armada, a da manipulação de políticos e a dos criadores de líderes por meio de aulas de ciência política nas universidades que se tornam presas da mídia manipulada pela força governamental. Todos os envolvidos lutam por um ideal, envolvendo o futuro dos EUA, porém ninguém consegue nada de efetivo. O filme não empolga platéias de país algum que não seja os EUA, porém deixa margem para se refletir nas histórias conflitivas que envolvem guerras e suas conseqüências para o mundo todo, como tudo isso reflete e muda a vida das pessoas envolvidas ou não. Os diálogos políticos (política externa/doméstica) - que fazem o expectador pensar - são em torno das já debatidas e cansativas notícias. idéias, conclusões, críticas e possíveis soluções sobre o impasse entre EUA e oriente médio, um dos grandes enganos do século que virou uma guerra. Quando se pensa que o filme finalmente vai “começar”, ele termina, tão apático quando

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.1 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com