TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Evolução da Marca

Por:   •  23/9/2015  •  Projeto de pesquisa  •  1.220 Palavras (5 Páginas)  •  104 Visualizações

Página 1 de 5

[pic 1][pic 2]

Caroline Ventura Ra: 6659396720

Gestão de Marcas

Santa Barbara d’Oeste - SP

2015

1. HISTÓRIA DA EMPRESA.

Tendo seu inicio em 25 de janeiro de 1663 com a criação do Correio-Mor no Rio de Janeiro, então capital da Colônia, os Correios, desde então, vêm se modernizando.  Com o sistema do DCT (Departamento de Correios e Telégrafos) estando defasado, não apresentando infraestrutura compatível com as necessidades dos usuários, em  20 de março de 1969, através da Lei nº 509, ocorreu a criação da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (conhecida pela sigla ECT), uma empresa pública vinculada ao Ministério das Comunicações, substituindo o sistema do (DCT).

A mudança foi profunda no modelo de gestão do setor postal brasileiro, tornando-o mais competitivo. Dentre as mudanças destacam-se o Código de Endereçamento Postal (CEP), a criação de centros de triagem eletrônica e a instalação de uma rede postal noturna.

Em 1970 lançamento dos primeiros serviços expressos - Serviço Especial de Entrega de Documentos (SEED) e Serviço de Correspondência Agrupada (SERCA) - bem como das primeiras Linhas Tronco Rodoviárias (LTN), interligando todo o país.

Em 1989 Inicio da implantação do sistema de franchising para as unidades de atendimento (agências) da ECT.

Em 1990 a empresa atualizou a logomarca e desenvolveu o manual de padronização, estabelecendo a atual identidade visual dos Correios conhecida até hoje.

Em 2014 dia 6 de maio os Correios apresentam a sua nova marca, baseada na confiança e modernização conforme destacou a direção da empresa.


2. A IMPORTÂNCIA DA MARCA E SUA EVOLUÇÃO.

O autor Kotler (1999, pag. 86) cita que: “Algo que não tenha marca será provavelmente considerado uma commodity, um produto ou serviço genérico.”.

A marca é essencial para o sucesso de um produto, por mais que um produto ou serviço seja de ótima qualidade, quando o nome não passa isso ao consumidor o sucesso desejado não será obtido.

Ainda segundo Kotler (1999, pag. 86):

Mas ter simplesmente um nome de marca não basta. O que significa esse nome de marca? Que associações, desempenho expectativas esse nome evoca? Em que grau ele garante a preferência? Se for simplesmente um nome de marca, fracassa como marca.

Em primeiro lugar, deve-se escolher um nome de marca e, depois, vários significados e promessas devem ser a ele incorporados por meio de um trabalho de identidade de marca.

Não só o nome de marca, mas também as cores e imagens que são usadas na marca podem mudar completamente a visão do consumidor.

Kotler (1999, pag. 94) ainda cita que:

A construção da marca, portanto, exige mais do que apenas a construção da imagem da marca. Ela requer o gerenciamento de todo contato com a marca que o cliente possa ter. Uma vez que todos os funcionários, distribuidores e revendedores da empresa podem afetar a experiência com a marca, o desafio é gerenciar a qualidade de todos os contatos com a marca.

Analisando a importância da marca e de como tanto a identidade visual quanto as coisas ligadas à marca como, por exemplo, funcionários, distribuidores e revendedores que foram citados acima, todos tem influencia na imagem que essa marca passará ao consumidor. Por isso é importante que se analise todo esse processo e também que essa marca venha a se adequar aos consumidores, pois a sociedade está em constante mudança, à visão de mundo dos consumidores muda a todo o momento.

Sampaio (2003, pag. 237) cita que:

A marca ganha importância porque o consumidor lhe empresta valor pela segurança que ela lhe dá de resolver da melhor forma possível a equação qualidade/preço/tempo.

Ou seja, a marca empresta valor ao produto porque traz em si um histórico da sua relação com o consumidor, das boas experiências que ele teve com aquele produto em termos de boa qualidade obtida com o uso do seu tempo e dinheiro.

Mas não é de hoje que a marca tem valor.

A história começou ainda na Idade Média, quando o comércio precisava personalizar suas mercadorias (como prata, roupa, especiarias etc.) para diferenciá-las das concorrentes. Isso era feito através das marcas de cada comerciante, dando origem ao termo trademark (marca de comércio), que gradativamente passou a ter importância cada vez maior.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.3 Kb)   pdf (183.1 Kb)   docx (140.2 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com