TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resenha - Filme O Nome Da Rose

Ensaios: Resenha - Filme O Nome Da Rose. Pesquise 788.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  4/9/2013  •  473 Palavras (2 Páginas)  •  1.149 Visualizações

Página 1 de 2

Estranhas mortes começam a ocorrer num mosteiro beneditino localizado numa fortaleza, na Itália durante a baixa idade média. As vítimas aparecem sempre com um traço em comum, os dedos e a língua roxos. O mosteiro guarda uma imensa biblioteca escondida dentro de uma espécie de labirinto, onde só uns poucos monges escolhidos, tem acesso às publicações sacras e profanas. A intenção é ocultar o conhecimento até da maioria dos monges, com a finalidade de manter o poderio da igreja católia sobre todo o povo.

A chegada de um monge franciscano (Sean Conery), incumbido de investigar os casos, após um exaustivo trabalho, irá descobrir o verdadeiro motivo dos crimes, resultando na instalação do tribunal da santa inquisição.

Em 1327 Willian de Baskerville, um monge franciscano e Adson Von Melk, um noviço que o acompanha, chegam ao remoto mosteiro no norte da Itália. Willian de Baskerville pretende participar de um conclave para decidir se a igreja deve doar parte de suas riquezas, mas sua atenção é desviada por vários assassinatos que ocorreram recentemente no mosteiro.

Willian de Baskerville começa a investigar os casos, o problema se mostra bastante complexo. Além disso, os mais religiosos acreditam que é obra do Demônio. Willian de Baskerville não acredita nisso, mas antes que ele conclua as investigações, um novo personagem chega ao mosteiro.

Bernardo Gui, o Grão-inquisitor, chega ao local e está pronto para torturar qualquer pessoa, suspeita de heresia, que tenha cometido assassinatos em nome do Diabo.

Considerando que Bernardo Gui não gosta de Baskerville, ele é inclinado a colocá-lo encabeçando a lista dos que são diabolicamente influenciados. Fica bem claro a rivalidade entre os dois. Esta batalha, junto com uma guerra ideológica entre franciscanos e dominicanos, é travada enquanto o motivo dos assassinatos está sendo investigado.

Linguagem épica e citações teológicas, conflitos dos movimentos heréticos, luta contra a mistificação da fé e o poder, são elementos trabalhados pelo filme. Elza Baskin desempenha o único papel feminino do filme que mostra também um pouco da violência sexual ocorrida na época. O Nome da Rosa ainda alude à questão das mulheres se sujeitarem ao sexo em troca de comida. Em outro aspecto aborda a sensualidade de uma mulher em um intenso e curto romance da personagem e o noviço Adson Von Melk, que acompanha o monge franciscano Willian de Baskerville.

O humanista racionalista monge Willian de Baskerville consegue ao longo do filme ajudar seu seguidor, o jovem Adson Von Melk, em sua evolução progressiva de conhecimentos. Estão sempre próximos e juntos descobrem a biblioteca do mosteiro, em busca do saber. Ao entrarem o monge se regozija de prazer, em ver tamanha obra de construção, ou seja, o labirinto, com tantas obras raras e importantes; obras literárias, livros, pergaminhos, etc. Tudo isso fez com que o monge deduzisse uma co-relação entre os crimes e o fato da biblioteca ser extremamente secreta, e restrita.

...

Baixar como  txt (3 Kb)  
Continuar por mais 1 página »