TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Leitura Nas Práticas de Letramento Acadêmico

Por:   •  11/7/2019  •  Resenha  •  1.121 Palavras (5 Páginas)  •  19 Visualizações

Página 1 de 5

MELLO, Marcela. A leitura nas práticas de letramento acadêmico: estratégias de análise e compreensão. Revista Docência Ensino Superior. Belo Horizonte, v.8, n 2, p. 228-244, jul. /dez 2018

Por Ana Carolina de Oliveira, Caio José Louredo e Júlia de Souza

  O presente artigo foi escrito por Marcela Tavares de Mello que é graduada em Letras (Língua Portuguesa/Língua Inglesa) e especialista em Língua Portuguesa. Possui mestrado e doutorado em Educação (2017), ambos realizados pela Universidade Católica de Petrópolis. É professora da Faculdade Santo Antônio de Pádua, onde ministra disciplinas relacionadas à pesquisa e à orientação da leitura e da escrita no âmbito acadêmico. Ademais, atua no ensino médio da rede pública, sendo responsável pelas disciplinas de Produção Textual e Língua Portuguesa. Atualmente, integra os grupos de pesquisa Laboratório de Pesquisa em Infância, Imaginário e Subjetividades (LAPPIS) e Grupo de Estudos e Pesquisa em Leitura e Escrita Acadêmica (GEPLEA), desenvolvendo projetos de extensão, tais como, os usos da linguagem na EJA e Escrita acadêmica.

  O objetivo da autora é discutir e analisar as particularidades do ensino e da aprendizagem da leitura no âmbito acadêmico e expor estratégias de ensino na leitura como uma forma de auxiliar os graduandos. Para isso a autora defende que é necessário refletir sobre o processo de formação do leitor na graduação. O artigo apresenta uma introdução e em seguida estrutura-se em 4 sessões, engloba 17 páginas e traz considerações finais.

  Na introdução do artigo, anuncia que a obra apresenta discussões significativas sobre definições de leituras e o desenvolvimento de ato de ler, comenta sobre os autores que se embasou para escrever a obra com este conceito, em seguida pontua o seguimento da obra.

  No item seguinte, aborda sobre estudos das leituras, cometa sobre como a leitura é um processo de interação entre o leitor e o texto a ser lido, e que esse processo é de suma importância para construção da formação individual e social. Diz que existem alguns modelos teóricos que exemplificam a relação do leitor no ato e ler, dá como exemplo o interacionista o qual ocorre na ligação entre os sistemas linguísticos e cognitivos, Ou seja, que precisa se ter uma relação de troca com o texto, e não somente um movimento robotizado, analisando isto conclui que a postura assumida pelo leitor é o que dita a forma com que se compreende ou não o texto, se toma uma atitude crítica como sujeito-leitor que produz a partir das informações obtidas ou leitor-objeto que é passivo mediante o texto onde não se abre a um novo conhecimento.

  Adiante a autora discorre sobre algumas estratégias de ensino, estratégias essas que ensinam um processo eficaz de armazenamento e produção das informações obtidas. A autora segue dizendo que é preciso que o professor ao passar uma leitura deve claramente apresentar o objetivo no qual lhes é necessário aprofundar, para assim saberem qual postura tomar, essa seria uma estratégia metacognitiva, (método esse que compreende em regular seu próprio conhecimento), que facilita a compreensão do texto e estabelece dedução do provável conteúdo ao ler e fazer um leve reconhecimento ao relacionar os tópicos e título. A autora fala sobre sua experiência e diz que mostrar que o conteúdo está entrelaçado na vida acadêmica e profissional do aluno pode auxiliar na construção de conhecimento e consequentemente motiva a leitura, e segue a estratégia que consiste em buscar auxilio em outros textos, dialogar com o autor/texto, anotações sobre considerações no texto, marcar os aspectos mais relevantes e reler o texto sempre com olhar curioso ao antes não conhecido. E para finalizar esse tópico, apresenta a estratégia da escrita, a produção feita pelo aluno a partir do texto é de grande valia, a partir do pressuposto de que ao escrever sobre o texto antes estudado, ele se aprofundou sobre o que leu.

  Em seguida destaca a leitura na esfera acadêmica, aponta que em muitas vezes o trabalho que deveria ser aplicado é deixado de lado e não há uma relação de diálogo entre leitor e o autor do texto, comenta sobre a dificuldade de compreensão do texto por muitos alunos por motivos da precariedade no processo de compreensão textual adquirido no ensino básico e logo depois um novo mundo ao chegar ao ensino superior, onde a maioria dos textos são mais complexos e tem um público alvo que não até então não é de acesso ao aluno, como artigos científicos de especialistas. Prossegue com o pensamento que apesar de ser desafiador é necessário a ação de buscar compreender aspectos que os textos trazem, que possuem características diferentes e precisam ser enfrentadas. Ressalta que para formar bons graduandos é necessário incentivar o aluno a tomar uma postura curiosa ativa perante a leitura. A autora ainda propõe que o professor tem um grande papel, onde ele deve aproximar o aluno do texto, apoiar na escolha de um livro e auxiliar nos desafios encontrados e supera-los.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.9 Kb)   pdf (79.4 Kb)   docx (9.3 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com