TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

PRODUÇÃO TEXTUAL INTERDISCIPLINAR EM GRUPO (PTG)

Por:   •  20/5/2020  •  Trabalho acadêmico  •  2.532 Palavras (11 Páginas)  •  7 Visualizações

Página 1 de 11

PRODUÇÃO TEXTUAL INTERDISCIPLINAR EM GRUPO (PTG)

CURSO: PEDAGOGIA – LICENCIATURA

7º SEMESTRE

ALUNAS:

POLO RIBEIRÃO PRETO – SP

2020

INTRODUÇÃO

Tendo em vista a importância do ambiente escolar no desenvolvimento cognitivo, emocional e social de crianças e adolescentes, valorizando as diferentes habilidades de cada um, ponderamos como que uma criança hospitalizada pode ter essa mesma influência positiva dentro de um ambiente hospitalar?

O ambiente hospitalar foge completamente à rotina da criança, que vê-se obrigada a ficar afastada de tudo aquilo que ela vivenciava rotineiramente, como o convívio familiar, seus amigos, seus brinquedos, e, inclusive, a escola.

Vale a pena ressaltar, que a história da infância no Brasil é repleta de preconceitos, exploração e até abandono. As crianças sofriam muitos abusos, misérias, falta de respeito e exploração, até no final do século XIX e meados do século XX. Após estudos nas áreas da Antropologia, Sociologia, Psicologia e Educação, aconteceram mudanças no sentido de compreender que a criança não é um “adulto em miniatura”, mas que ela possui interesses e necessidades que são inerentes a sua faixa etária e primordiais para o seu desenvolvimento físico, intelectual, social, emocional, espiritual e educativo.

Obviamente que ainda há muita coisa a ser feita e é relevante salientar que, embora a criança esteja ganhando o seu espaço, determinando que suas diferenças comportamentais, de atitudes, desejos e linguagens são muito peculiares aos dos adultos, ela ainda assim, precisa ser respeitada e compreendida.

O nosso trabalho tem como objetivo principal compreender como o papel da educação reflete no conhecimento da vivência no ambiente hospitalar, do desenvolvimento cognitivo e da saúde das crianças hospitalizadas. Buscamos também, não só compreender a contribuição da educação no processo cognitivo e afetivo da saúde da criança, mas também definir o espaço de atuação do professor, por sua vez, contribuindo como psicólogo na estrutura hospitalar.

De acordo com o artigo 205, da Constituição Federal, 1988:

“A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho". 1

Mas, como garantir esse direito para uma criança hospitalizada? A criança adoece e tem sua rotina totalmente modificada, diferente de tudo que vivenciava anteriormente. As brincadeiras na rua ou na escola não existem mais. Ela vê-se obrigada, muitas vezes, a ficar presa a uma cama, com sua mobilidade limitada e com uma rotina de exames, remédios, enfermeiros, médicos, entre outros procedimentos hospitalares. Como desenvolver um trabalho pedagógico e assegurar a essas crianças seus direitos?

DESENVOLVIMENTO

1. AS PRÁTICAS DA LEITURA EM UMA CLASSE HOSPITALAR

O nosso intuito com esse trabalho é demonstrar a importância que tem a saúde e a educação, por meio de práticas da pedagogia hospitalar, para a recuperação física e emocional de crianças e adolescentes hospitalizados.

A educação é primordial na vida de todos, além de ser um direito garantido pela constituição, porém ela não é apenas uma ferramenta para ensinar a ler e a escrever, mas também formar valores imprescindíveis para o desenvolvimento de uma sociedade com valores e direitos. A educação é uma promotora de transformação tanto no lado social, emocional, quanto no pessoal. Segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), Art. 53, Lei 8069/1990:

53. A criança e o adolescente têm direito à educação, visando ao pleno desenvolvimento de sua pessoa, preparo para o exercício da cidadania e qualificação para o trabalho, assegurando-se-lhes:

I - igualdade de condições para o acesso e permanência na escola;

II - direito de ser respeitado por seus educadores;

III - direito de contestar critérios avaliativos,

...

Baixar como (para membros premium)  txt (17.1 Kb)   pdf (61.1 Kb)   docx (17.4 Kb)  
Continuar por mais 10 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com